Reencontro Maravilhas 03/06 a 05/06

Projeto Maravilhas, espetáculo da Plataforma Beijo com direção de Cláudio Dias e dramaturgia de Marcos Coletta, volta aos palcos de BH em junho no Teatro Espanca!

Programação especial chamada Reencontro Maravilhas inclui peça a preços populares, apresentações gratuitas para escolas, oficina e bate-papo na Zona Cultural da Praça da Estação. Trabalho conta história do primeiro crime por LGBTfobia registrado na cidade

Abrindo o mês do Orgulho LGBTQIA+, de 02 a 05 de junho de 2022, o Teatro Espanca!, no Centro de Belo Horizonte, recebe a ocupação artística Reencontro Maravilhas. Realizada pela Plataforma Beijo e com incentivo da Fundação Municipal de Cultura de BH, o evento apresenta o espetáculo Projeto Maravilhas após mais de dois anos de pandemia, além de uma oficina gratuita de teatro pra todos os públicos e apresentações especiais pra escolas na programação da Zona Cultural da Praça da Estação

Com direção de Cláudio Dias (da Cia Luna Lunera) e dramaturgia de Marcos Coletta (do Quatroloscinco Teatro do Comum), a montagem parte de histórias documentais e vivências do elenco que é formado pelas artistas Aisha Brunno, Bramma Bremmer, Igui Leal e Pedro Henrique Pedrosa. A peça percorre uma cartografia dos desejos, afetos e sexualidades nos espaços públicos da cidade pra repensar uma ideia de comunidade entre pessoas LGBTQIA+.

Nos dias 2 de junho (quinta) às 19h e no dia 3 de junho (sexta) às 14h, o espetáculo faz apresentações gratuitas exclusivas pra escolas da Grande BH, num diálogo com as juventudes a partir da conscientização sobre temas como homofobia, transfobia, racismo e machismo. Nos dias 3 (sexta), 4 (sábado) e 5 (domingo), acontecem sessões às 19h no Teatro Espanca!, abertas a o público, com ingressos por R$10 (inteira) e gratuitos pra pessoas trans e não-binárias. As entradas podem ser retiradas através do Sympla.

A ideia da peça surgiu quando as quatro atrizes do elenco trabalharam durante a montagem de PassAarão, espetáculo de rua do Grupo Espanca!, realizado em 2017 justamente na Rua Aarão Reis, pra onde as artistas retornam após o período de isolamento social. Num tempo histórico, marcado por grandes transformações no Brasil e no mundo, Projeto Maravilhas convida a plateia a construir um jardim utópico, um espaço pensado pra vivermos novos modos de existência, de amor e de luta contra o preconceito e a intolerância.

A dramaturgia dialoga com o livro Paraíso das Maravilhas, do pesquisador Luiz Morando, que investiga o primeiro assassinato registrado por homofobia em Minas Gerais, em 1947, no Parque Municipal de Belo Horizonte. A sessão do dia 3 de junho, às 19h, traz um bate-papo com o autor após a apresentação. O processo investigou também o contato-improvisação, pesquisa entre o teatro e a dança, do diretor Cláudio Dias, e resgata a memória do teatro LGBTQIA+ mineiro, numa memória à figura do encenador Ronaldo Brandão, atuante na cena da cidade durante o período da ditadura militar brasileira.

A programação Reencontro Maravilhas traz ainda oficina gratuita, nos dias 4 e 5 de junho (sábado e domingo), de 14h às 17h, também no Teatro Espanca! Mais informações sobre as inscrições e toda a programação podem ser encontradas no Instagram da Plataforma Beijo. O evento faz parte do projeto Ocupação Maravilhas, aprovado em 2019 pelo edital Zona Cultural da Praça da Estação, da Secretaria Municipal de Cultura de Belo Horizonte.

3 a 5 de junho às 19h – espetáculo Projeto Maravilhas (bate-papo com Luiz Morando dia 3)

Ingressos: R$10 (inteira) e R$5 (meia) / Pessoas trans e não-binárias não pagam

Ingressos disponíveis em:

https://www.sympla.com.br/projeto-maravilhas-no-teatro-espanca__1594290

4 e 5 de junho de 14h às 17h – oficina com elenco e equipe

Inscrições gratuitas no Instagram da Plataforma Beijo

Todas as atividades acontecem no Teatro Espanca!

Rua Aarão Reis, nº 542 – Centro (Belo Horizonte/MG)