Terceira etapa do Programa Caminhos da Arte até 14/02

    Fundação Clóvis Salgado / Palácio das Artes prorrogam as inscrições das oficinas da 3ª etapa de atividades do Programa CAMINHOS DA ARTE, em Brumadinho

As inscrições das oito oficinas da terceira etapa do Programa Caminhos da Arte, realizado pela Fundação Clóvis Salgado / Palácio das Artes, por meio do Centro de Formação Artística e Tecnológica – Cefart, foram prorrogados e podem ser feitas até o dia 14 de janeiro de 2022 pelos sites: www.cdabrumadinho.com.br e www.fcs.mg.gov.br.

Nesta terceira etapa do programa serão ofertadas – somente para moradores de Brumadinho e região20 vagas para cada uma das oito oficinas: “DJ”, “Grafite”, “Iluminação”, “Dança de Salão”, “Design de Moda”, “Sonorização”, “Contação de Histórias” e “Interpretação para TV e Cinema”. Os resultados dos selecionados de cada curso serão enviados por e-mail/telefone aos alunos contemplados até o dia 17 de janeiro. As oficinas serão ministradas presencialmente entre os dias 22 de janeiro a 4 junho de 2022, na Estação Cidadania, sempre aos sábados, e cada curso terá carga horária total de 36h, sendo 2h por semana.

Concebido e idealizado pela Fundação Clóvis Salgado, com o patrocínio da Caterpillar e do parceiro investidor Instituto Social Sotreq – iSSO, CAMINHOS DA ARTE é um programa humanístico de atuação cultural, artística, social e econômica, pautado na promoção de experiências criativas, artísticas e de desenvolvimento humano para a população de Brumadinho. Trata-se de uma iniciativa de promoção continuada de atividades reflexivas e de qualificação técnica cultural para os moradores da cidade, estimulando a retomada gradual das atividades criativas presenciais, com o propósito de ampliar possibilidades para que jovens e adultos tenham vivências e atividades formativas artísticas.

Nesta terceira etapa do programa a proposta é que os alunos explorem ao máximo as potencialidades da arte e da cultura como ferramentas de desenvolvimento humano e social, de maneira coletiva e cada vez mais próxima. Além disso, o formato presencial dialoga diretamente com o objetivo inicial do projeto: ocupar a Estação Cidadania, em Brumadinho – um espaço de três mil metros quadrados que conta com praça de esportes e lazer, um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), salas multiuso, biblioteca, sala de informática, cineteatro/auditório, quadra poliesportiva coberta, pista de skate, equipamentos de ginástica e playground.

Para Eliane Parreiras, presidente da Fundação Clóvis Salgado, é muito gratificante iniciar a terceira etapa do programa, que visa ampliar as potencialidades individuais e coletivas dos participantes, gerando atividades econômicas e renda para jovens e adultos por meio de inovações possíveis no campo da arte. “Tem sito muito importante para a FCS realizar o programa Caminhos da Arte, por possibilitar uma real geração de impacto social, econômico e humano por meio da arte e da cultura. E contar com a parceria da Caterpillar e do iSSO é para nós motivo de grande orgulho, pois nos permite viabilizar, agora de maneira presencial, ações de formação cultural de relevância para as comunidades de Brumadinho”, comemora Eliane.

ESCUTA ATIVA E DIÁLOGO CONSTANTE

A definição de cada uma das oficinas é resultado de um longo diálogo entre os organizadores do Caminhos da Arte e as lideranças comunitários de Brumadinho, estabelecido por meio de rodas de conversa e encontros ocorridos durante a segunda etapa do programa. O intuito foi possibilitar aos participantes novas perspectivas e conhecimentos a partir de seus anseios, de modo que fosse possível refletir criticamente sobre a realidade e construir percursos diversos, plurais e mais solidários.

Renata Pedroso, líder comunitária e moradora de Brumadinho há mais 30 anos, revela que o diálogo entre a Fundação Clóvis Salgado e a comunidade foi fundamental na construção da terceira etapa do programa: “O Caminhos da Arte nos deu a oportunidade de expressar os nossos sentimentos em relação à cidade e debater sobre as nossas necessidades atuais. Isso foi um diferencial muito importante”.

BREVE DESCRIÇÃO DAS OFICINAS

●  DJ: o curso oferece conteúdos de seleção, mixagem, sequência e produção de músicas;

Grafite: a oficina busca apresentar o grafite enquanto uma forma de arte contemporânea de características essencialmente urbanas, composta por desenhos e pinturas feitos em paredes, muros etc;

Iluminação: os participantes serão introduzidos ao ofício dos iluminadores envolvidos na criação, montagem e operação dos sistemas e projetos de iluminação;

Dança de Salão: a oficina tem como principal objetivo a iniciação dos alunos à dança, possibilitando o desenvolvimento da criatividade, da noção corporal, da musicalidade e da percepção do outro e de si;

Design de Moda: a partir de estudos de conceitos e fundamentos da moda, os alunos irão explorar as relações com o vestuário e com a história da arte, além de aprender sobre criação e customização de roupas e adereços;

Sonorização: a oficina apresentará os elementos necessários para a utilização do áudio em diferentes produções, desde a captação do som ao acabamento final.

Contação de Histórias: o objetivo é introduzir as técnicas básicas como o uso de recursos vocais de modulação, a variação de intensidade da voz, o uso de onomatopeias para dar movimentos à palavra e ritmo à narrativa.

Interpretação para TV e Cinema: os alunos serão orientados a respeito do jogo de encenação em todos os aspectos, seja na TV, teatro ou cinema.

O programa Caminhos da Arte é realizado pela SECRETARIA ESPECIAL DA CULTURA / MINISTÉRIO DO TURISMO, através da LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA, pelo GOVERNO DE MINAS GERAIS / SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA E TURISMO e FUNDAÇÃO CLÓVIS SALGADO, com o patrocínio da CATERPILLAR. Este programa tem também o INSTITUTO SOCIAL SOTREQ – iSSO como parceiro investidor e a APPA ARTE E CULTURA como co-realizadora.

ARTE QUE INSPIRA • ARTE QUE LIBERTA • ARTE QUE TRANSFORMA

O programa Caminhos da Arte tem como esferas norteadoras três princípios: Técnico – evidenciando o potencial de geração de emprego, renda e atividades econômicas; Artístico – que fomenta a expressão cultural e a inclusão social e de Bem-estar, como fator motivador da qualidade de vida humana.

Baseando-se na arte e na educação como caminhos para o desenvolvimento individual e coletivo, o programa possui ainda três eixos conceituais: Arte que Inspira, Arte que Liberta e Arte que Transforma, que norteiam as atividades oferecidas.

SOBRE CATERPILLAR

Desde 1925, a Caterpillar Inc. tem ajudado nossos clientes a construir um mundo melhor – tornando o progresso sustentável possível e impulsionando mudanças positivas em todos os continentes. Com vendas e receitas de US $ 53,8 bilhões em 2019, a Caterpillar é a fabricante líder mundial de equipamentos de construção e mineração, motores a diesel e gás natural, turbinas industriais a gás e locomotivas diesel-elétricas. Os serviços oferecidos ao longo do ciclo de vida do produto, as tecnologias de ponta e décadas de experiência em produtos diferenciam a Caterpillar, fornecendo valor excepcional para ajudar nossos clientes a ter sucesso. A empresa opera principalmente por meio de três segmentos principais – Indústrias de Construção, Indústrias de Recursos e Energia & Transporte – e fornece financiamento e serviços relacionados por meio de seu segmento de Produtos Financeiros. Para obter mais informações, visite caterpillar.com. Para se conectar nas redes sociais, visite caterpillar.com/social-media/

SOBRE O INSTITUTO SOCIAL SOTREQ – iSSO

O Instituto Social Sotreq, conhecido como iSSO, é uma Organização da Sociedade Civil cujo propósito é valorizar o potencial humano e contribuir com a sustentabilidade. Fundado em 9 de junho de 2005, segue investindo em projetos sociais nas áreas de capacitação profissional e socioambiental no território nacional. Trata-se de uma associação sem fins lucrativos, que reconhece o valor de cada cidadão, estimulando a contribuição de todos e respeitando a diversidade social, econômica e cultural. Mais informações no site https://isso.org.br /

SOBRE O CEFART

O Centro de Formação Artística e Tecnológica – Cefart, da Fundação Clóvis Salgado, é responsável por promover a formação em diversas linguagens no campo das artes e em tecnologias do espetáculo. Referência em formação artística, o Cefart possui amplo e inovador Programa Pedagógico para profissionalizar e inserir jovens talentos no mercado de trabalho da cultura e das artes. Diversas gerações de artistas e técnicos foram formadas ao longo dos quase 50 anos de atividades, com forte impacto no fazer artístico de Minas Gerais. São oferecidas, gratuitamente, oportunidades democráticas de acesso à formação cultural diversa, por meio de Cursos Técnicos, Básicos, de Extensão e Complementares, com grande repercussão social.

SOBRE A FUNDAÇÃO CLÓVIS SALGADO / PALÁCIO DAS ARTES

Com a missão de fomentar a criação, formação, produção e difusão da arte e da cultura no Estado, a Fundação Clóvis Salgado (FCS) é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult). Artes visuais, cinema, dança, música erudita e popular, ópera e teatro, constituem o campo onde se desenvolvem as inúmeras atividades oferecidas aos visitantes do Palácio das Artes, CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais – e Serraria Souza Pinto, espaços geridos pela FCS. A Instituição é responsável também pela gestão dos corpos artísticos – Cia. de Dança Palácio das Artes, Coral Lírico de Minas Gerais e Orquestra Sinfônica de Minas Gerais –, do Cine Humberto Mauro, das Galerias de Artes e do Centro de Formação Artística e Tecnológica (Cefart). Em 2020, quando celebrou 50 anos, a FCS ampliou sua atuação em plataformas virtuais, disponibilizando sua programação para público amplo e variado. O conjunto dessas atividades fortalece seu caráter público, sendo um espaço de todos e para todos.