Preparação de corpos para o velório é tema de vídeo no canal Vim te Mostrar

Gravado na Funerária Santa Casa, em Belo Horizonte, registro, que marca a estreia da série “As Profissões Mais Curiosas do Mundo”, mostra as etapas do trabalho, desde a chegada do falecido ao necrotério, até a liberação para a última homenagem

Enquanto muitas pessoas evitam falar sobre a morte, existem outras que trabalham para o último adeus. A preparação de corpos de falecidos para o velório é a função dos tanatopraxistas, profissionais que atuam em funerárias e necrotérios. E para ilustrar o que é feito antes de liberar o caixão para o enterro ou cremação, o canal Vim te Mostrar, apresentado pelo jornalista Heberton Lopes, apresenta o vídeo de estreia da série “As Profissões Mais Curiosas do Mundo”, gravado na Funerária Santa Casa BH, a primeira da capital mineira, com mais de 120 anos de atuação.

De acordo com Heberton Lopes, a princípio, a intenção do vídeo era mostrar uma aula prática do curso de Tanatopraxia. “Após enviar um e-mail para a Faculdade Santa Casa, fui informado que, em virtude da pandemia, a instituição de ensino não está recebendo estudantes no momento. E quando pensei que a minha ideia de estrear com este tema não seria possível, recebi o contato do colega jornalista Laio Amaral, que trabalha no setor de comunicação do Grupo Santa Casa. Para a nossa alegria, ele sugeriu produzir o vídeo na Funerária Santa Casa. Confesso que fiquei positivamente surpreso durante a pré-produção deste vídeo, pois pensei que seria muito difícil obter a autorização para registrar imagens dentro de uma funerária. Desde o primeiro contato com a Funerária Santa Casa BH, fui recebido com muito profissionalismo e respeito pelo meu trabalho”, relata.

No vídeo, o supervisor da equipe da Funerária Santa Casa BH e professor do curso de Tanatopraxia da Faculdade Santa Casa BH, Alexandre Alberto, conduziu a visita, mostrando os setores por onde os corpos passam. “Logo na entrada, o Alexandre nos perguntou se tínhamos algum problema em ver pessoas falecidas. Não tenho, mas confesso que senti um frio na barriga ao entrar na funerária. A conversa foi iniciada na sala dele. Com todos os cuidados necessários, usando máscaras e sem tocar em nada, iniciamos a gravação no pátio onde as vans estacionam para que os corpos sejam levados ao necrotério. Ele nos mostrou como os veículos são adaptados para transportar os caixões e em seguida nos levou para a sala de espera, local onde as pessoas falecidas ficam até que toda a documentação seja liberada”, explica Heberton Lopes.

Para assistir aos vídeos do canal Vim te Mostrar, acesse www.youtube.com/vimtemostrar

Curta o @vimtemostrar no Facebook: www.facebook.com/vimtemostrar 
Siga o @vimtemostrar no Instagram: www.instagram.com/vimtemostrar