Inscrições abertas para a Oficina Cinema Feminino de Fronteira 12/08 a 20/08

Fran Rebelatto ministra atividade gratuita de 12 a 20 de agosto de 2022 em Gramado (RS)

A Secretaria da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual de Cinema (Iecine), abre inscrições para a oficina de Cinema Feminino de Fronteira – Território, Paisagens e Mulheres no Quadro Cinematográfico, do projeto de capacitação profissional Revelando o Rio Grande, que será ministrada pela cineasta, Fran Rebelatto. Interessados podem se matricular gratuitamente neste link bit.ly/3oE1BgL.

Os encontros ocorrem presencialmente, de 12 a 20 de agosto (não haverá aula no domingo, dia 14), das 9h às 13h, no  Centro Municipal de Cultura de Gramado – R. Leopoldo Rosenfeld 818 – Parque Gramado.

O curso pretende lançar um olhar sobre uma importante filmografia produzida nas regiões de fronteira entre o Brasil, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai. Haverá atenção especial, às formas como se imprime no cinema contemporâneo um pensamento sobre as particularidades dos nossos territórios entre fronteiras, as paisagens que cruzam essas margens e às narrativas que colocam em seu centro, história de mulheres. Documentários, filmes de ficção, séries e outras manifestações audiovisuais serão analisadas à luz da cinematografia e também dos roteiros e das formas como os realizadores e as realizadoras escolhem contar essas histórias. 

“A produção feminina no audiovisual latino-americano encontra espaço de debate nesta oficina que ocorre em paralelo ao 2º Mercado Audiovisual Entre Fronteiras, durante o Festival de Cinema de Gramado. Fran Rebelatto tem feito um importante trabalho de investigação multicultural nas regiões de fronteira, e isso se reflete em sua obra cinematográfica, em suas pesquisas e ações acadêmicas na Universidade da Integração Latino-Americana (UNILA). Sua chegada ao corpo de professores do IECINE sinaliza nossa busca por repertórios mais representativos de nossa diversidade cultural”, salienta o diretor do Iecine, Zeca Brito.

Programa

– Territórios de fronteira no cinema e audiovisual latino-americano: outras fronteiras – Políticas transnacionais: da produção ao texto fílmico.
– A selva Misioneira na tela: o caso do cinema de Misiones/Argentina. 

– Memórias e território no cinema do Paraguai e sua relação com a fronteira territorial. 

– Os filmes e as histórias de passagens por nossas fronteiras.
– As mulheres na tela: deslocamentos territoriais e afetivos entre- fronteiras. 

– Fórum Entre-Fronteiras/Mercado Audiovisual Entre Fronteiras: por que é preciso olhar para o outro lado da fronteira? 

– Olhando para alguns filmes documentários sobre as fronteiras: que rostos nos revelam. 

– Olhando para alguns filmes de ficção sobre as fronteiras: que paisagens nos revelam. – O caso do filme ‘Pasajeras’ gravado entre Paraguai e Brasil: o pensar e o fazer cinema. 

Ministrante

Jornalista por formação, Fran é fotógrafa e cineasta há mais de 12 anos. Professora no Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Integração Latino-americana (UNILA), em Foz do Iguaçu. Doutora em Cinema e Audiovisual na UFF. Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Maria (2011), tendo realizado sua pesquisa na área de Antropologia audiovisual e cultura de fronteira, problematizando a relação da fotografia no campo etnográfico. Formada em Comunicação Social pela UFSM (2008), tendo aprofundado seus estudos em Fotografia e Documentário. Tem experiência na área do Jornalismo, televisão, fotografia e cinema. Atuou como militante na conformação do Fórum Entre Fronteiras – fórum itinerante de produção audiovisual entre Argentina, Brasil e Paraguai. Também atuou profissionalmente na Coordenação de Produção da Televisão Educativa do RS (TVE-RS) entre 2011 e 2013. Dirigiu e roteirizou programas de televisão, documentários e curtas e longas-metragens. 

Apoio: Secretaria de Cultura de Gramado.