Movimento Armorial 50 anos 22/12 a 07/03

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL BELO HORIZONTE (CCBB  BH) RECEBE A “MOSTRA MOVIMENTO ARMORIAL 50 ANOS” COM OBRAS DE ARIANO SUASSUNA

DE 22 DE DEZEMBRO DE 2021 A 07 DE MARÇO DE 2022

O Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte (CCBB BH) abre suas portas paraapresentar a Mostra Movimento Armorial 50 Anos, entre 22 de dezembro de 2021 e 07 de março de 2022. A Mostra consiste numa grandiosa exposição e encontros musicais e literários que, juntos, conduzirão o público pelo eclético, múltiplo e fantástico universo do Movimento Armorial.

Movimento Armorial 50 Anos surge com um compromisso ousado: reapresentar ao público, sobretudo às novas gerações, a proposta singular e desafiadora de Ariano de criar, há cinco décadas, uma arte erudita a partir das mais autênticas e tradicionais manifestações artístico-culturais populares do Nordeste e de outras regiões do país.

Lançado no Recife, em 8 de outubro de 1970, por um grupo de artistas, o Movimento Armorial teve como mentor e líder o dramaturgo, professor, pintor, músico e consagrado escritor, paraibano de nascimento e pernambucano por adoção, Ariano Suassuna (1927-2014). 

O conceito da exposição foi traçado pela premiada curadora Denise Mattar, que fez um minucioso trabalho de pesquisa e garimpagem no vastíssimo acervo do Movimento para rememorar – com delicadeza, encanto e graça – a riqueza dos saberes e fazeres culturais impregnados na arte Armorial. A expografia e arquitetura ficaram sob a responsabilidade do designer Guilherme Isnard. A consultoria geral é do artista plástico Manuel Dantas Suassuna (filho de Ariano Suassuna) e do poeta, ficcionista, ensaísta e professor da Universidade Federal de Pernambuco, Carlos Newton Júnior, profundo conhecedor do Movimento Armorial e da obra de Ariano.  

Do preto e branco das xilogravuras, passando pelo multicolorido dos ornamentos e fantasias das festas populares e pelas coreografias das danças. Pelos ritmos dos cantos e da música, de sons de rabeca, pífano e viola. Pela sonoridade dos versos dos cordéis e dos cantadores. Todos os caminhos conduzem a uma experiência única. Uma trilha cultural sem fronteiras, como a ideia plantada, lá atrás, por Ariano e que, agora, chega revigorada, pouco mais de 50 anos depois, à exposição. 

Armorial 50 foi concebida para marcar o cinquentenário do Movimento Armorial, comemorado em outubro de 2020, mas teve seu lançamento postergado devido à pandemia de Covid-19. Pela significância e representatividade do universo criado por artistas como Ariano Suassuna, Francisco Brennand, Antônio Carlos Nóbrega, Gilvan Samico e Aluísio Braga, entre outros, o projeto se manteve vivo e será inaugurado neste ano, em Belo Horizonte, devendo seguir para outras capitais brasileiras durante o ano de 2022.

De 22 de dezembro de 2021 a 07 de março de 2022

De quarta a segunda, das 10h às 22 horas.

Ingressos gratuitos, retirados pelo bb.com.br/cultura.

Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte

Circuito Liberdade

O Centro Cultural Banco do Brasil é integrante do Circuito Liberdade, complexo cultural sob gestão da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) e que reúne diversos espaços com as mais variadas formas de manifestação de arte e cultura em transversalidade com o turismo. Trabalhando em rede, as atividades dos equipamentos parceiros ao Circuito buscam desenvolvimento humano, cultural, turístico, social e econômico, com foco na economia criativa como mecanismo de geração de emprego e renda, além da democratização e ampliação do acesso da população às atividades propostas. Acesse o site do CCBB em: bb.com.br/cultura.

Protocolo de funcionamento do CCBB durante a pandemia de Covid-19

Para acesso ao prédio do CCBB Belo Horizonte é indispensável a emissão de ingresso online. Antes de agendar sua visita, leia com atenção as informações disponíveis em bb.com.br/cultura, que fazem parte do novo protocolo de funcionamento do CCBB Belo Horizonte, conforme Decreto Municipal 17.361 de 22 de maio de 2020.

–  Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 22h.

–  Bilheteria: não há bilheteria física, os ingressos devem ser emitidos pelo site bb.com.br/cultura com apresentação do QR Code na entrada do CCBB.

–  Acesso ao prédio: será permitido apenas com agendamento pelo site bb.com.br/cultura. Lembramos que o número de pessoas que podem agendar visitação em cada horário é limitado e que não será possível reagendar novamente a visita.

–  O ingresso é válido para o dia e horário agendados.

–  Guarda-volumes: está suspenso. Use somente o indispensável para sua visita.

–  Não é permitida a entrada nas salas de exposição portando mochilas ou malas.

–  Bebedouros: os bebedouros foram adaptados e a utilização é somente para coleta de água com recipientes individuais.

–  Máscara: uso obrigatório, cobrindo o nariz e a boca, durante a permanência no CCBB.

–  Aferição de temperatura: a temperatura dos visitantes será aferida na entrada no CCBB. Pessoas com temperatura igual ou superior a 37,5o serão orientadas a buscar atendimento médico especializado.

–  Visitação: a visitação tem fluxo unidirecional. Oriente-se pela sinalização e uma vez iniciada a visita não retorne ao ponto inicial.

–  Oriente-se pela sinalização e mantenha a distância de 1 metro.

–  Elevadores: pessoas com deficiência, mobilidade reduzida ou que precisem de acompanhamento possuem atendimento priorizado. Recomendamos o uso das escadas aos demais usuários.

–  Banheiros: limitação da capacidade além da instalação de dispensadores de álcool gel.

– Entrada e saída acessível: pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e outras pessoas que necessitem da rampa de acesso podem entrar e sair pela rua Claudio Manoel.

Adicionar Comentários

Clique para comentar