Maurício Veloso na série Allegro Vivace 26/01

PIANISTA MAURÍCIO VELOSO EM CENA NA SÉRIE DE RECITAIS ALLEGRO VIVACE

Músico se apresenta em 26 de janeiro, com transmissão ao vivo pelo YouTube. É a sexta performance da temporada

A série de recitais de música erudita Allegro Vivace continua a temporada 2020 com a performance do pianista Maurício Veloso. A apresentação é no auditório da Rede Mater Dei de Saúde, em Belo Horizonte, no dia 26 de janeiro, às 20h, em formato digital. A transmissão é pelo canal do evento no YouTube (Recitais Allegro Vivace). O público de casa está convidado a assistir, já que, com a pandemia, a plateia não pode estar presente.

Foi por iniciativa da mãe, amante da boa música, que Maurício Veloso, ainda aos seis anos de idade, começou a estudar piano. Era desejo seu que todos os filhos se educassem na música, mas o pequeno Maurício foi o único entre os irmãos que perseverou nesse caminho.

Para o pianista, um grande encanto do instrumento é ser, como os outros, uma forma de expressão artística, uma voz de verdade. Mas o piano tem particularidades e encontra possibilidades vastas, como diz Maurício. “É um instrumento delicado, sutil e versátil. O músico pode tocar sozinho, pode ser para a música de câmara, pode ser um instrumento percussivo, em orquestras e, em muitos casos quase que, mesmo que só o piano, faz as vezes de uma orquestra inteira.”

Para Maurício, o poder da música em geral está na partilha, na socialização que proporciona, além de ser uma forma de entretenimento. Com a pandemia, pode ser uma válvula de escape. “É uma maneira de comunicação, de ouvir os outros, encontrar histórias, relaxar, viajar sem sair do isolamento. A arte é muito importante para manter o espírito vivo”, descreve.

No repertório do Allegro Vivace, o pianista elencou peças de Beethoven (celebrado em 2020 por seus 250 anos de nascimento), Villa-Lobos, Granados e Chopin. A expectativa para o recital é grande e positiva. Com a COVID, Maurício teve praticamente todos os compromissos e apresentações em 2020 cancelados, mantendo apenas algumas gravações transmitidas pela internet. “Meu último recital ao vivo foi em janeiro do ano passado. No Allegro, apesar de não ser com o público presente, é um prazer retomar a música ao vivo, em tempo real, com as pessoas assistindo ao mesmo momento em que estou tocando. Nunca passei por uma experiência assim”, pontua.

O recital de Maurício Veloso integra a série que já recebeu o violonista solo Fabio Zanon, o trio de sopros Trio Concertante, o pianista Gabriel Oliveira, a dupla de percussão Desvio, e o duo de violas Mikhail Bugaev e Valentina Shmyreva.

Diretora artística e produtora do Allegro Vivace, Myrian Aubin fala sobre a vivência bem-sucedida com o novo formato dos recitais. Uma oportunidade para chegar a um público ampliado e, para Myrian, uma experiência fantástica, principalmente por agregar também pessoas que normalmente não teriam acesso à música erudita.

No outro lado, o retorno positivo dos músicos que já estiveram em cena nos recitais. “Eles agradecem a oportunidade de poder fazer música em plena pandemia, estão motivados a voltar aos palcos, mesmo que de modo virtual, e continuar vivendo esse desejo. Pode ser digital, mas a responsabilidade é a mesma”, continua Myrian.

SOBRE O ALLEGRO VIVACE

A origem do Allegro Vivace remonta a 2010, quando o médico José Salvador Silva, fundador da Rede Mater Dei de Saúde, comprou um piano e encontrou em Myrian Aubin a parceira de sua nova empreitada. Dez pianistas passaram a fazer audições diariamente no hospital, pela manhã e à tarde, o que continua até hoje.

O piano é o embrião para a criação do novo evento, o Allegro Vivace, que em 2013 voltou-se ao público em geral. Desde então, o hospital recebe musicistas do Brasil e do exterior, com diversas formações dedicadas à música de câmara. Entre os instrumentos, já estiveram no palco do auditório do hospital exibições com acordeon, piano, violão, violino, violoncelo, fagote, oboé, contrabaixo, clarineta, trombone, percussão, entre outros.

A acessibilidade é um dos alicerces da série. Nos concertos presenciais, o projeto disponibilizava cartaz e programa em braile. Agora, as lives contam com audiodescrição.

O Allegro Vivace é viabilizado pela Lei Rouanet, com realização pela Secretaria Especial da Cultura, o Ministério do Turismo, e patrocinado pela Rede Mater Dei de Saúde e a BioHosp, empresa de produtos hospitalares.

Pelo endereço do evento no Instagram (@recitaisallegrovivace), os entusiastas da música erudita também encontram informações e curiosidades sobre o tema. Informações também pelo email myrianaubin@gmail.com.

MAURÍCIO VELOSO
RECITAIS ALLEGRO VIVACE
Em 26 de janeiro, às 20h, no YouTube (Recitais Allegro Vivace)
Informações e curiosidades sobre o tema no Instagram – @recitaisallegrovivace – e pelo email myrianaubin@gmail.com

Adicionar Comentários

Clique para comentar