Gilberto Gil realiza aula-show em Belo Horizonte 04/06

Gilberto Gil realiza aula-show em Belo Horizonte dentro do projeto “Outras Florestas”

Aula/Show de Gilberto Gil com participação especial de Benki Ashaninka e Exposição Povos Originários de Ricardo Stuckert

Na constelação de maiores estrelas do Brasil, Gilberto Gil é um pensador atento à dimensão cidadã que a Cultura vem assumindo cada vez mais em nossa sociedade, não podendo estar desvinculada de temas fundamentais como o meio ambiente, a tecnologia e os direitos humanos. É esse Gilberto Gil que veremos, de forma inédita, no palco do Grande Teatro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte, no dia 4 de junho, às 21 horas.

Protagonista do lançamento do projeto “Outras Florestas”, iniciativa da ONG Contato voltada para ações de cultura, meio ambiente e inclusão social em Belo Horizonte, o cantor e compositor baiano, às vésperas de completar 80 anos, promoverá uma aula-show, com o rico repertório musical de forte identificação com o povo brasileiro servindo como introdução a temas vitais à realidade socioeconômica no país e no mundo.

É a primeira vez que Gilberto Gil realiza uma aula-show de forma presencial, aberta ao público. Durante a pandemia, o artista participou de uma transmissão ao vivo feita na internet. Desta vez, ele estará acompanhado do líder Benki Ashaninka, representante político e xamânico do povo indígena do Acre, que fará uma entrada especial durante o lançamento. A apresentação será da jornalista Maíra Lemos.

OUTRAS FLORESTAS

Data: 04 de junho de 2022 (sábado)

Horário: 21 horas

Local: Grande Teatro Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro, Belo Horizonte)

Aula-Show: Cultura e Meio Ambiente

Gilberto Gil com participação de Benki Ashaninka

Abertua da exposição de Ricardo Stuckert: “Povos Originários – Guerreiros do Tempo” –horário: 19 horas – Galeria Arlinda Corrêa Lima- Palácio das Artes- entrada franca

Ingressos: https://www.eventim.com.br/

Realização: ONG Contato

Produção: Elipse – Conteúdos Criativos

Parceria: ICEI – Local Governments for Sustainability, Instituto Yorenka Tasorentsi e Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica da Secretaria de Meio Ambiente de Belo Horizonte