Confluências Poéticas 16/03 a 18/03

Poetas de Minas Gerais viajam para a Espanha e realizam, de 16 a 18 de março de 2022, mostra de poesia mineira na Casa Amèrica da Catalunya, em Barcelona

Projeto “CONFLUÊNCIAS POÉTICAS” reúne as autoras e autores Ricardo Aleixo, Nívea Sabino, Ana Martins Marques, Ana Elisa Ribeiro, Leo Gonçalves, Mariana de Matos e Renato Negrão e propõe conexões literárias entre artistas locais e catalães junto ao público espanhol

A poesia catalã estará mais brasileira neste março de 2022. A cidade de Barcelona recebe, entre os dias 16 e 18 deste mês, uma mostra de poesia mineira, que será realizada na Casa Amèrica da Catalunya. Com curadoria do autor Renato Negrão e da produtora cultural Izadora Fernandes, o evento reúne Ricardo Aleixo, Nívea Sabino, Ana Martins Marques, Ana Elisa Ribeiro, Leo Gonçalves, Mariana de Matos e Renato Negrão, todes poetas atuantes na cena contemporânea da literatura em Minas Gerais.

Batizado de “CONFLUÊNCIAS POÉTICAS”, o projeto é realizado por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de BH e contará com performances, leituras de poemas e mesas redondas que serão conduzidas por mediadores do cenário literário catalão. A viagem representa um momento especial para a poesia criada atualmente em Minas Gerais, reconhecida por sua diversidade, invenção, experimentação e consistência. Após quase dois anos de pandemia e confinamento, aproximar essas diferentes cenas culturais que possuem um passado em comum é algo que evoca uma ideia de renascimento, ainda que gradual. 

A iniciativa apresenta um recorte da grande diversidade da poesia produzida em terras mineiras, reunindo poetas de diferentes dicções, que neste momento colocam em suas produções uma leitura, a um só tempo, arguta, lúcida e inventiva. Além disso, com suas múltiplas contribuições, põe-se a dialogar também com inventivos escritores e pensadores catalães, sobre as questões mais intrínsecas que hoje perturbam o planeta.

Neste contexto, cabe relembrar os laços da poesia brasileira com um território diverso e experimental onde viveram artistas tão interessantes quanto Joan Brossa, Antoni Tapiès e Joan Miró, quando o poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto, na condição de cônsul do Brasil, manteve um profundo diálogo com a cena artística catalã. Grande entusiasta do movimento Dau al Set (que reunia os poetas e artistas visuais de então), Cabral chegou a promover alguns desses trabalhos, pelos meios que possuía. Esse capítulo da vida do poeta marcaria as próprias estruturas da poesia brasileira. 

Toda a programação da mostra de poesia mineira em Barcelona é gratuita. Nos dois primeiros dias (16 e 17 de março), sete poetas vão participar de mesas redondas mediadas por escritores e jornalistas catalães. No dia 18, o evento terá seu encerramento com um inventivo recital poético com a participação de poetas do Brasil e convidades catalães, atuando em performances e leituras de poemas.

Além da Casa Amèrica, as autoras e os autores vão participar de um evento na Faculdade de Tradução e Interpretação da Universidade Autônoma de Barcelona, onde vão se reunir numa conversa com estudantes e professores locais. Em Belo Horizonte, o evento terá continuação em junho de 2022, no Centro Cultural do Bairro das Indústrias (Barreiro), em oficinas com os poetas Renato Negrão e Leo Gonçalves, além de conversas virtuais com os poetas catalães Eduard Escoffet, Ester Xargay, Míriam Cano, Víctor Sunyo, mediados por integrantes do “Coletivoz Sarau de Periferia”e por Karine Bassi (Editora Vienas Abertas). Na ocasião haverá um sarau com participação de poetas catalães e de Minas. 

O projeto “CONFLUÊNCIAS POÉTICAS” foi aprovado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte (Protocolo 0226/2020) e conta com incentivos do Centro Universitário UNI-BH. Em Barcelona, será realizado na Casa Amèrica da Catalunya e conta com o apoio do Consulado Geral do Brasil em Barcelona e do Institut Ramon Llull. Em Belo Horizonte, será realizado no Centro Cultural Bairro das Indústrias (Barreiro) e conta com o apoio da Editora Vienas Abertas e do Coletivoz Sarau de Periferia.