Santa Casa BH é uma das instituições beneficiadas do McDia Feliz 2020 21/11

A campanha acontecerá no dia 21 de novembro e apoiará pacientes em tratamento oncológico na Santa Casa BH, em parceria com a CAPE

Em 2020, o McDia Feliz, que transforma a venda de Big Mac em sorrisos, terá uma data especial: será no dia 21 de novembro. Considerada uma das maiores campanhas para arrecadação de fundos em prol de crianças e jovens no Brasil, a iniciativa beneficiará 68 projetos de 59 instituições de todo o país que atuam na oncologia pediátrica. Em Belo Horizonte, a Casa de Acolhida Padre Eustáquio (CAPE) já está trabalhando, com o apoio da Santa Casa BH (SCBH), para fazer da arrecadação mais um sucesso.

Os tíquetes antecipados já estão à venda por R$ 17 pelo e-commerce www.giftty.com.br/mcdiafeliz/ e poderão ser trocados pelo sanduíche Big Mac, no dia 21/11, em todos os restaurantes McDonald’s do Brasil.  Os tíquetes e a camisa especial da campanha (R$ 30) também podem ser adquiridos na Provedoria da Santa Casa BH [Rua Álvares Maciel, 611 – Santa Efigênia | (31) 3238-8621 | 3238-8105] e na CAPE [Alameda Ipê Branco, 28 – Bairro São Luiz – Pampulha | (31) 3401-8000 | WhatsApp (31) 99390-0033]. 

Essa venda representa uma importante parcela na arrecadação total. Vale lembrar que parte dos recursos obtidos com a venda do Big Mac nas cidades de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Governador Valadares, Pouso Alegre e Sete Lagoas no dia da ação também serão destinados ao tratamento dos pacientes oncológicos da Santa Casa BH. 

Neste ano, o projeto selecionado é o “Cuidar com Amor” – iniciativa que promoverá a adequação estrutural e a implantação de equipamentos de climatização e filtragem (filtro HEPA) em dois leitos da Oncologia Pediátrica da SCBH. Com o recurso, serão adquiridos também dois monitores multiparâmetros para monitorização dos pacientes oncológicos durante a inserção do cateter PICC (do tipo venoso central de inserção periférica), que traz mais qualidade de vida para os pacientes mirins. 

De acordo com o coordenador da Oncologia Pediátrica da Santa Casa BH, Dr. Joaquim Caetano Aguirre Neto, com a implantação de filtros HEPA é possível oferecer um tratamento oncológico diferenciado: “com a melhoria da qualidade do ar, conseguimos diminuir os casos de infecções, principalmente nos pacientes que apresentam leucemias agudas e linfomas de alto grau. Isso resulta também na redução do tempo de internação desses pacientes e dos custos relacionados à internação. Com esses filtros poderemos receber também crianças candidatas ao transplante de medula óssea autólogo”.