Quarta Queer chega à 6ª temporada 07/10 a 11/11

Quarta Queer chega à 6ª temporada e segue com programação até 11 de novembro 

Nova edição online traz como tema “Política, Eleições, Instituições” e reúne artistas, políticas e ativistas LGBTCIA+ em conversas e trocas com o público

Como pensar a política, a linguagem, a arte e as instituições democráticas nos tempos em que vivemos? A Quarta Queer, mostra permanente de artes idealizada pela Plataforma Beijo e pelo grupo de teatro Cia Luna Lunera, estreia mais uma edição na internet. De 7 de outubro a 11 de novembro, o evento volta com uma  programação que celebra a diversidade das candidaturas políticas cuíres em diálogo com a comunidade e o cenário brasileiro atual.

Nesta 6ª temporada, nomeada Quarta Kuir Politika, as artistes da Plataforma Beijo e da Cia Luna Lunera convidam diferentes candidates a vereadores de Belo Horizonte (Ed Marte, Bella Gonçalves, Makota Cássia Kidoiale, Du Pente e Jonatas Aredes) para o debate, criando um espaço de diálogo e de escuta que é ferramenta de expressão poderosa e essencial para a construção de narrativas que criam novos imaginários nos espaços da estética e da política.

A abertura acontece já no dia 7 de outubro, numa conversa entre Bremmer Guimarães e a artista convidada e pesquisadora Fredda Amorim, integrante da Plataforma Queerlombos, de Ouro Preto, e candidata à vereadora na cidade histórica em uma candidatura coletiva inédita. A conversa discute o tema “Política, Eleições, Instituições”, mote dessa temporada. Nas semanas seguintes, Igor Leal, Aisha Brunno, Eli Nunes, Will Soares e Cláudio Dias conduzem os diálogos com as convidadas.

Com curadoria de Cláudio e Igor, os encontros da Quarta Kuir Politika têm o objetivo de ampliar a visibilidade da arte e da política produzidas por pessoas LGBTCIA+. Essa edição também conta mais uma vez com a construção da Crítica Cuir, com publicações de textos críticos semanais a partir das conversas. Toda a programação é gratuita e acontece durante 6 quarta-feiras, através do Instagram da @quartaqueer. Mais informações também nas redes da @plataformabeijo e da @cialunalunera.

SOBRE QUARTA QUEER

Com edições realizadas de junho a setembro de 2018 no Teatro Francisco Nunes, a Quarta Queer surgiu como uma desdobramento do processo de criação do espetáculo “Projeto Maravilhas”, com objetivo de superar práticas recorrentes de esquecimento e silenciamento de saberes culturais de pessoas LGBTCIA+. Sujeites que não comportam e compartilham da heterossexualidade dominante são impedidos historicamente de produzirem produzirem memória coletiva e social. As lésbicas, gays, bissexuais, as travestis, trans, intersexos, não binários e uma multidão cuír produzem significados coletivos de forma a exercerem o direito de construir publicamente uma memória coletiva de sua existência, para romper o silêncio e o local clandestino de suas vidas. Nesta perspectiva, a Quarta Queer busca hoje ativar as memórias LGBTQIA+ em tempos de pandemia e teve sua 5ª temporada nos meses de julho e agosto pela internet. O evento é uma parceria da Plataforma Beijo com a Cia Luna Lunera.

SOBRE PLATAFORMA BEIJO

A Plataforma BEIJO é uma frente artística-política de resistência à norma heterossexual e cisgênero formada por diferentes artistas LGBTQIA+ de Belo Horizonte e Grande BH (MG). Temos como objetivo promover trabalhos artísticos que friccionam as dimensões estéticas, éticas e políticas em sua linguagem. Em atividade desde 2014, quando promoveu uma performance contra a violência sexual no Carnaval de Belo Horizonte, a Plataforma tem em sua trajetória a cenas curtas “Não Conte Comigo Para Proliferar Mentiras” (2015), “Minha História Que Nunca Vi” (2017), e os espetáculos “Espécie” (2017) e “Projeto Maravilhas” (2018), além das estreias previstas para 2021 de “Escapulário” e “Em Cura: Poéticas de Afeto nos Tempos de Destruição”. A Plataforma BEIJO também é a realizadora de outros projetos no carnaval mineiro como a Marcha da Diversidade (2016) e a Fecha a Santa (2017, 2018 e 2019), além de eventos que reúnem a comunidade LGBTIQ como a Afazeres Queers – Arte Viada no Centro (no Teatro Espanca!) e a Quarta Queer (no Teatro Francisco Nunes).

SOBRE CIA LUNA LUNERA

A Cia Luna Lunera é considerada uma das companhias de destaque na cena teatral brasileira. Seus trabalhos são fruto da pesquisa continuada e do diálogo com outros criadores contemporâneos do teatro, da dança, da música e das artes visuais. Ao longo de vinte anos de trajetória, a Cia já produziu sete espetáculos, com ampla repercussão nacional, que propõem ao espectador reflexões sobre temas e conflitos pertinentes à vida contemporânea. Com eles, vem circulando por todo o território nacional e em países como Argentina, Chile, Colômbia, México e Portugal.

Todas as quartas de 7/10 a 11/11 sempre às 20h

07/10 – Abertura: “Política, Eleições, Instituições” com Fredda Amorim 

14/10 – 2ª sessão com Ed Marte 

21/10 – 3ª sessão com Bella Gonçalves

28/10 – 4ª sessão com Makota Cássia Kidoiale 

04/11 – 5ª sessão com Du Pente 

11/11 – 6ª sessão com Jonatas Aredes 

Programação gratuita no Instagram da @quartaqueer

Publicação de textos críticos semanais no site: https://medium.com/@confidencia.critica