PIIM – Programa Intensivo de Investigação e Montagem

Estão abertas as inscrições para o PIIM – Programa Intensivo de Investigação e Montagem. Trata-se de um programa intensivo com duração de quatro messes para jovens entre 17 e 25 anos, interessados em pesquisa e criação na área da dança, incluindo outras manifestações artísticas do corpo. As inscrições podem ser realizadas aqui: https://bit.ly/2LZjqq9 ou através do e-mail:piimprograma@gmail.com.

As inscrições seguem até o dia 22 de julho.

O projeto é gratuito e acontecerá no CRJ -Centro de Referencia da Juventude (Praça da Estação / Centro/ BH), no período de 25 de julho a 30 novembro, de segunda à sexta, sempre de 15h as 18h30, com exceção de alguns finais de semanas em que ocorrerem atividades como performances e mostra de trabalhos, a serem realizadas no CRJ e seus arredores e também no Centro Cultural Padre Eustáquio (Rua Jacutinga, 821 – Padre Eustáquio).

O programa oferece aulas regulares de corpo e criação com o artista Guilherme Morais, que também assina idealização e direção geral do programa.

Serão, também, realizados workshops semanais com nove artistas que trazem pesquisas próprias de corpo e/ou movimento, nomes como Ana Luisa Santos,  Ana Virginia Guimaraes,  Benjamin Abras, DorotheDepeauw, Dudude Hermann, Marco Paulo Rolla, Margo Assis, Thembi Rosa, e Zaika dos Santos.

“Esses workshops serão um espaço aberto de trocas de informações, onde cada artista irá compartilhar sua trajetória e suas próprias questões no pensamento criativo da dança e/ou do corpo, numa primeira instancia teórica seguida de pratica, porque se trata de um programa prático”, explica Guilherme Morais

Todo o processo será registrado para a produção de um mini documentário.

Este projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte

Aulão performático

No dia 25 de julho será realizado um “aulão” aberto a todos os inscritos do programa. A ação acontecerá na Praça da Estação às 15h, seguida de um bate papo dentro do CRJ (Centro de Referência da Juventude), onde serão dadas informações sobre o programa. Importante salientar que todas as informações sobre o processo serão dadas presencialmente, nessa ocasião. A presença nessa atividade é imprescindível, sendo condição para a seleção dos 18 jovens participantes do programa.

 Ambas as atividades serão coordenadas pelo coreógrafo Guilherme Morais que estará acompanhado por uma tradutora de libras.

Espaço de construção e convivência

PIIM -Programa intensivo de Investigação e Montagem  – surgiu como uma ação  da plataforma This is Not, criada há oito anos atrás coreografo e multiartista Guilherme Morais. O PIIM nasce em 2017, diante do panorama político e da divisão ideológica que já se mostrava bem demarcada naquela época. Guilherme buscou então, através do programa, problematizar sobre a nossa capacidade de convivência diante das diferenças de pensamento, indagando se as pessoas poderiam encontrar pontos de confluência e co-criação.

“Eu queria fazer um projeto que pudesse unir diferentes jovens com diferentes artistas, que tivessem um distinto pensamento de corpo e o mover nesse mundo. Um investimento no encontro e na possibilidade de criar juntos, o projeto nasce de uma pergunta “ainda podemos criar juntos?”  E  é uma pergunta mesmo, eu não posso respondê-la sozinho, eu prefiro acreditar que sim, mas é o que vamos indagar durante todo o processo do programa na pratica. Se ainda e possível convivermos e ainda criarmos”, pontua Guilherme.

O artista define o processo como “um grande exercício de cura”, enfatizando que o mais importante são os encontros, as trocas, as novas possibilidades de construir e discutir arte e criação.  “Não se trata de aulas de coreografias ou repertório de cada artista, não tem ‘siga o mestre’”, pontua.

“Por isso, mais do que professores foram convidados artistas pesquisadores, pessoas que produzem na prática conteúdos artísticos e novas possibilidades do pensar e fazer arte”, afirma, apontando para o formato do programa que está mais próximo da residência artística, no que diz respeito à metodologia.

Além do fazer artístico cênico, o programa promove conhecimento em áreas de produção e comunicação, uma vez que o artista atualmente, precisa desempenhar diversos papeis simultaneamente além do estar em cena.

Para além dos padrões

O programa foge de qualquer estereótipo e não tem o objetivo de criar um grupo de dança, ou criar um padrão corporal, ou coreografias repetitivas, se trata exatamente do oposto, conforme explica Guilherme Morais. “Queremos um coletivo de pessoas completamente heterogêneas, diferentes umas das outras, de lugares diferentes da cidade, diferentes experiências de vida, e claro diferentes corpos, tamanhos, cores, crenças… e um espaço perfeito para cadeirantes e outras deficiências motoras, o programa vai acontecer bem no centro da cidade, ao lado da Estação Central de metrô,facilitando assim o acesso. Haverá tradutores de libras nos encontros e ventos”, complementa Guilherme.

Ele enfatiza também que um dos principais critérios para a seleção é a disponibilidade e interesse dos jovens, para a participação no processo durante os seus quatro meses de duração.

Sobre a plataforma This is Not:

É uma plataforma criada em 2011 pelo coreógrafo e multi artista Guilherme Morais, para trabalhar em parceria com outros artistas e/ou produtores de diferentes áreas e pensamentos artísticos, estabelecendo encontros e produzindo novas questões e pensamentos na arte. Através dela o artista vem desenvolvendo espetáculos, performances, vídeo, exposições entre outras ações, como a “Dengue – duelo de vogue”, “estudos em Dança Contemporânea” com aulas regulares  em estúdios e na rua dês de 2013.  Em 2015, em Parceria com Galpão Cine Horto, produziu a primeira residência artística intensiva a “Trans Residencia Queer” que pesquisa a performatividade queer dos corpos. Em 2018 no primeiro semestre, produziu o programa de ensino “Estufa em movimento” com aulas regulares de dança e workshops com coreógrafos dentro de uma estufa hortaliça em parceria com a fazenda Urbana Begreen.

Cronograma

Dia 25 de julho: quinta feira as 15h Aulão gratuito + bate papo e entrevista

DIA 29 de julho resultado: segunda feira -e-mail e site

Dia 01 de agosto: início do programa com Guilherme morais

05 e 06 de agosto Ana Luisa Santos

12 e 13 de agosto Marco Paulo Rolla

19 e 20 de agosto Dudude Hermann

26 e 27 de agosto Thembi Rosa

31 de agosto e 01 de setembro – mostra de trabalhos no Centro Cultural do Padre Eustáquio

09 e 10 de setembro Zaika dos Santos

16 e 17 de setembro Margo Assis

23 e 24 de setembro Ana Virginia Guimaraes

30 e 31 de setembro Dorothe de peauw

5 e 06 de outubro-  mostra de trabalhos da residência no CRJ

15,16 e 17 de novembro mostra final do “espetáculo”

22 de novembro, lançamento do mini documentário no Teatro do CRJ.

O

Quando Inscrições abertas até o dia 22 de julho

Aulas – 25 de julho a 30 de novembro

Onde: CRJ -Centro de Referencia da Juventude (Praça da Estação / Centro/ BH)

Inscrições gratuitas aqui: https://bit.ly/2LZjqq9 ou através do e-mail:piimprograma@gmail.com.

Adicionar Comentários

Clique para comentar