ParaChicos no Diversão em Cena ArcelorMittal 17/09

Grupo Maria Cutia apresenta o show cênico ParaChicos com canções de Chico Buarque no Teatro Bradesco, em Belo Horizonte

Em uma homenagem a Chico Buarque, o Grupo Maria Cutia apresenta musical com canções clássicas do universo infantil no Diversão em Cena ArcelorMittal, em Belo Horizonte. A montagem “ParaChicos” será encenada no dia 17 de setembro (domingo), às 16h, no Teatro Bradesco, com ingressos a preços populares (R$20,00 inteira e R$10,00 meia).

A palhaçaria é uma das mais fortes frentes de pesquisa do Grupo Maria Cutia. Aliando este estudo com a pesquisa musical, a atriz e pesquisadora da obra buarqueana, cantora e palhaça do grupo de teatro Maria Cutia, Mariana Arruda,  faz o show cênico, ParaChicos, em que a palhaça Begônia entra para o Circo Roliúde e traz para cena canções clássicas de Chico Buarque feitas para o universo circense como “Hollywood”, “Alô Liberdade” e  “Piruetas” – clássicos da trilha do filme Os Saltimbancos Trapalhões. No repertório também estão presentes canções feitas para a trilha do espetáculo O Circo Místico, como “Valsa dos Clowns” e “Ciranda da Bailarina”, além das canções feitas para o espetáculo de teatro Os Saltimbancos.

 

Em ParaChicos, a palhaça Begônia assume personagens como “A Galinha” e “A Gata” que fazem testes para a nova cantora do Circo Roliúde, dita uma carta para o Barão (dono do circo) escrita em uma máquina de escrever sem acentos e treina com a plateia um coro de quem canta no chuveiro em “lá”. Tudo se inicia com uma bailarina, que apresenta sua paixão pelo Chico e suas memórias de crianças com suas canções, seus trocadilhos, seus jogos com naturalidade e seus cenários de velho oeste, em “Pedro Pedreiro”, “Paratodos” e “João e Maria”, respectivamente. A bailarina torna-se palhaça e entra no Circo Roliúde, ao lado de uma banda formada por animais. O espetáculo é uma homenagem ao Chico Buarque, ao circo, à palhaçaria. Em intenso diálogo com o público, Begônia canta as canções cheias de teatro, de palhaçada.

 

Partindo das memórias de sua infância no Norte de Minas e da relação que a artista tinha com a obra de Chico desde pequena, Mariana Arruda faz uma seleção particular de músicas do compositor carioca. “Essa minha história com o Chico vem desde menina. Me lembro de ficar deitada na cerâmica alaranjada da minha casa lá em São Francisco, no norte de Minas, na beira do Rio, ouvindo ‘A Banda” e imaginando todas aquelas personagens. Acho que essa foi uma das primeiras canções que cantei quando criança. Me lembro que pensava que ‘a namorada que contava as estrelas’ devia ser cheia de verrugas, porque reza a lenda que contar estrela dá verruga”, delicia-se Mariana com suas memórias.

Maria Cutia – Criado em 2006, o grupo belo-horizontino promove a união do circo, teatro e da música em seus espetáculos. A mistura de gêneros sempre foi característica da companhia em suas produções.

Considerado o maior programa nacional de formação de público para teatro infantil, o Diversão em Cena ArcelorMittal é viabilizado por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e tem o objetivo de contribuir para a formação de público para teatro, oferecendo espetáculos de qualidade. Em uma maratona cultural, o projeto traz a Belo Horizonte pelo oitavo ano consecutivo uma programação com espetáculos infantis todos os domingos. A agenda completa está disponível no site www.famb.org.br.

 

Data: 17 de setembro – Domingo

Horário: 16h

Local: Teatro Bradesco | Rua da Bahia, 2244 – Lourdes – Belo Horizonte/ MG

Sugestão Etária: Livre

Entrada: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

 

Ficha técnica

Atuação: Mariana Arruda como Palhaça Begônia

Direção: Lira Ribas

Direção Musical: Leandro Aguiar

Preparação Vocal: Babaya Morais

Preparação Corporal: Eliatrice Gischewski

Banda: Nilton Moreira (flauta), Rafael Matos (bateria), Paulo Moreira (baixo), Jorge Rabello (piano) e Leandro Aguiar (violão)

Figurino e cenário: Lira Ribas

Adereços: Camila Morena da Luz

Iluminação: Richard Zaira e Pedro Paulino (CiaTecno)

Fotos: Tati Motta

Produção: Luisa Monteiro

Duração: 60 minutos

 

Patrocinado