Obra de Lúcio Carvalho permanece no Mural Templuz até o final de maio

Ainda não viu? Confira a obra de Lúcio Carvalho  no mural Templuz

A obra “Sonho de Valsa”, do artista plástico Lúcio Carvalho, permanece no Mural Templuz até 31 de maio. Para quem ainda não viu, o painel fica localizado no paredão da Templuz, na Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1150, em Belo Horizonte/MG.

Lúcio Carvalho recria na tela as memórias de sua infância a partir de elementos representativos de uma determinada época de sua vida, como espelhos, flores, pessoas e louças. “Na obra apresento o passado e o futuro, ambos frágeis e, ao mesmo tempo, protegidos. Com a figura do capacete criado com partes de louças, quis representar a segurança que se fundiu à beleza, preciosidade e polidez das louças”, diz o artista.

Serviço:

“Sonho de Valsa”

·         Duração: até 31 de maio de 2020

·         Horário: qualquer horário

·         Local: Templuz Iluminação (Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1150, Sion BH/MG)

Sobre o Mural Templuz

Localizado em uma das avenidas mais movimentadas de Belo Horizonte (MG), por onde passam mais de 100 mil carros por dia, o Mural Templuz tem por objetivo democratizar o acesso à arte e colocar um pouco mais de cor na rotina corrida da capital mineira. Desde sua criação, em 2011, artistas brasileiros e de diversas outras nacionalidades tiveram seus trabalhos expostos. Alguns foram destaque em uma coletânea comemorativa. “Nosso objetivo é contribuir para o cenário cultural de Belo Horizonte, modificando a paisagem urbana com arte de qualidade”, explica o designer e consultor estratégico da Templuz, Camilo Belchior, idealizador do projeto.

O paredão de seis metros de altura onde as obras são instaladas pertence à loja Templuz, que fica na Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1150. Para serem adequadas ao Mural, as obras originais são redimensionadas por meio de plotagem e instaladas por uma equipe de rapel.