Festival Acontece – BH 120, Patrimônio Iluminado 05/12 a 10/12

Em comemoração aos 120 anos da capital mineira, entre os dias 5 e 10 de dezembro, a Coreto traz uma série de eventos culturais gratuitos na Praça da Estação e na região da Pampulha com o Festival Acontece – BH 120, Patrimônio Iluminado.

Na programação, o espetáculo Sou do Mundo, Sou Minas Gerais com Lô Borges, Márcio Tizumba e Mano Coti; a Orquestra Sinfônica Arte Viva, sob a regência do Maestro Amilson Godoy, convidando Toquinho; a mostra PATRIMÔNIO[S] – BH 120 anos; uma roda de conversa com Adrien Gardère, reconhecido designer francês responsável por projetos de grandes museus; a Rua do Lazer SESC; o Cortejo de Tambores do Tamborilata; a Cia de Dança do SESC; o show de Laura Catarina – filha de Vander Lee e Gabriel de Mattos; e a apresentação do Coral Infantil da Unimed-BH.

Além de celebrar o aniversário da cidade, o projeto tem o objetivo de valorizar os talentos e a diversidade de Minas Gerais. Com o “Patrimônio Iluminado” intervenções de luz serão instaladas nos equipamentos do Conjunto Arquitetônico da Pampulha – Museu de Arte da Pampulha, Igreja São Francisco de Assis, Casa do Baile e Casa JK, ressaltando as linhas modernistas que marcam a arquitetura do complexo e criando uma atmosfera mais convidativa para a fruição noturna da Lagoa.

Um dos pilares do projeto é provocar uma reflexão quanto à importância da a preservação da memória, da troca de conhecimento, ampliação de acesso aos produtos culturais da cidade e o desenvolvimento de ações sustentáveis. “Queremos aproveitar essa data, que é um marco, para, além de oferecer uma programação cultural gratuita, valorizar o bem público e promover o orgulho do belo-horizontino”, ressalta Lilian Nunes, sócia da Coreto Cultural, idealizadora do evento.

O Festival Acontece – BH 120, Patrimônio Iluminado é apresentado pelo Instituto Unimed BH, por meio da Lei de Incentivo à Cultura (Rouanet). Com realização da Coreto, Instituto Periférico, Ministério da Cultura e Governo Federal, tem apoio cultural do Sesc MG e Aliança Francesa Belo Horizonte; apoio institucional da Prefeitura de Belo Horizonte, Belotur e Fundação Municipal de Cultura. Traz como Projeto Parceiro a Orquestra Sinfônica Arte Viva, patrocinada pela Rede, uma das empresas líderes no mercado de meios de pagamento eletrônicos.

SOU DO MUNDO, SOU MINAS GERAIS

No dia 9 de dezembro, na Praça da Estação, o espetáculo “Sou do Mundo, Sou Minas Gerais”, celebra a universalidade mineira e foi inspirado na arte produzida em Belo Horizonte a partir de “Para Lennon e McCartney”, música gravada por Milton Nascimento com a frase que marcou o Clube da Esquina. Para o Festival Acontece, Lô Borges, um dos compositores da canção, é convidado especial junto a Maurício Tizumba e Mano Coti.

O espetáculo cria um rico painel artístico-cultural sobre a arte produzida na cidade, da MPB ao pop rock, passando por seus poetas, cultura popular, religiosidade, teatro, dança, tradição, desejo de síntese. A direção artística é de Gilvan de Oliveira e a direção de cena é de Inês Amaral. Ao todo são mais de 400 pessoas envolvidas. Entre elas estão crianças e adolescentes da Escola de Artes Instituto Unimed-BH, no Aglomerado Morro das Pedras, que participam dos cursos de percussão, balé e danças urbanas.

Também integram a montagem, o Batuque Salubre, grupo de percussão afro-mineira Bloco Saúde, com regência da atriz e cantora Júlia Dias; o Coral da Unimed-BH, sob a regência do maestro Márcio Miranda Pontes; o grupo de dança de salão Dança a Dois, coordenado pela Cia. de Dança Mimulus; e o Uniclown, projeto coordenado pelo ator Rodrigo Robleño; e grupos formados por colaboradores e médicos cooperados da Unimed-BH, além de convidados. A banda liderada por Gilvan de Oliveira, a Orquestra Sinfônica de Betim, o Grupo Mira e a Cia. Masculina do Núcleo Artístico completam a composição do elenco.

REDE SINFÔNICA

Outro destaque na programação do Festival Acontece é a apresentação da Orquestra Sinfônica Arte Viva, de São Paulo, regida pelo Maestro Amilson Godoy, que convida Toquinho, no dia 10 de dezembro, às 21h, na Praça da Estação. O evento é promovido pela REDE com o apoio do Ministério da Cultura.

Criada há 20 anos pelo Maestro Amilson Godoy, a proposta da Orquestra Arte Viva é levar música erudita para o público de um jeito bem diferente. “O que eu busquei foi trazer para a música popular essa riqueza sinfônica que acontece normalmente dentro da chamada música erudita”, explica. “Aquele rigor, aquela austeridade musical acontece no tratamento à música, mas não na convivência”, complementa, falando da descontração típica deste tipo de espetáculo. Para fazer essa combinação do clássico com a MPB, a Orquestra Sinfônica Arte Viva já fez parcerias com grandes nomes como Gilberto Gil, Daniela Mercury, Milton Nascimento, Maria Rita, Arnaldo Antunes, Mariana Aydar, entre muitos outros. Dessa vez o convidado Toquinho completa o repertório da Orquestra com seus sucessos.

A REDE, uma das empresas líderes no mercado de meios de pagamento eletrônicos, é parceira na realização deste projeto, por entender que a cultura é uma ferramenta essencial para a construção da nossa identidade e promoção da cidadania.

Data: de 5 a 10 de dezembro

Local: Conjunto Arquitetônico da Pampulha e Praça da Estação

Informações: bit.ly/FestivalAcontece2017_PracaDaEstacao
bit.ly/FestivalAcontece2017_Pampulha

 

PROGRAMAÇÃO

Praça da Estação

9/12 – 19h: Espetáculo Sou do Mundo, Sou Minas Gerais – participação de Lô Borges, Maurício Tizumba e Mano Coti.

10/12 – 21h: Rede Sinfônica –Orquestra Sinfônica Arte Viva, sob regência do Maestro Amilson Godoy, convida Toquinho

Conjunto Arquitetônico da Pampulha

5/12 – Abertura da mostra PATRIMÔNIO[S] – BH 120 anos

Local: Casa JK

Parceiro: Aliança Francesa

Horário: 19h

Sinopse: integram a exposição obras dos artistas Raphael Ferreira, Cris Xavir e Edhu Nascimento, Rosilene Souza, KK Bicalho, Ivan Araújo, Raíssa Pena e Paola Carvalho, Rafael Abreu, Alessandra Filardi, Jeannie Helleny, Ricardo Baroni, Coletivo Micrópolis, e da convidada especial Marta Von Zeidler da Von Zeidler Art Gallery. O objetivo é sensibilizar o público sobre a história de Belo Horizonte e o futuro a se construir.

7/12 – BH+120: Roda de conversa com Adrien Gardère

Local: Casa do Baile – auditório

Parceiro: Aliança Francesa

Horário: 16h

Sinopse: Adrien Gardère é um célebre designer francês que tem um trabalho sólido e reconhecido em museografia. Trabalhou em muitos projetos importantes, como o Museu Le Louvre-Lens, a renovação do Museu de Arte Islâmica do Cairo e o Museu de Aga Khan em Toronto. No bate-papo, ele vai compartilhar com o público sobre sua experiência e trajetória profissional.

8/12 – Rua do Lazer SESC

Local: Praça Dino Barbieri, no entorno da Igreja da Pampulha.

Parceiro: SESC-MG

Horário: 9 às 13h

Sinopse: atividades e brincadeiras voltadas ao público infantil.

9/12 – Roda de Conversa com artistas integrantes da Mostra Patrimônio(s)

Local: Casa JK

Parceiro: Aliança Francesa

Horário: 10h

9/12 – Cortejo de Tambores do Tamborilata

Local: Praça Dino Barbieri, no entorno da Igreja da Pampulha.

Parceiro: Instituto Unimed-BH

Horário: 11h

9/12 – Cia de Dança do SESC

Local: Casa do Baile

Parceiro: SESC-MG

Horário: 16h

Sinopse: apresentação de dança, seguida de exibição de vídeo documentário.

09/12 – Show de Laura Catarina e Gabriel de Mattos

Local: Museu de Arte da Pampulha

Horário: 16h

Sinopse: Laura Catarina – filha de Vander Lee, apresenta repertório autoral acompanhada pelo pianista Gabriel de Mattos. Arranjos delicados e ritmados com o tempero sofisticado que é o piano de Gabriel. Um trabalho regado à doçura, simplicidade, um mergulho no trabalho de Laura, nas águas desta parceria musical.

10/12 – Apresentação do Coral Infantil da Unimed-BH

Local: Museu de Arte da Pampulha

Parceiro: Instituto Unimed-BH

Horário: 11h

Iluminação de fachada do Complexo da Pampulha: Igreja, Museu Arte, Casa do Baile e Casa JK

5 a 12 dezembro.

Patrocinado