#FériasNoMuseu 02/01 a 02/02

#FériasNoMuseu! Espaço do Conhecimento UFMG anima janeiro em Belo Horizonte com programação especial para toda a família

Brincadeiras, oficinas e contações de história são gratuitas e começam em 02 de janeiro

Os belo-horizontinos já sabem onde se divertir no recesso escolar de janeiro. O Espaço do Conhecimento UFMG começa 2020 com uma programação superespecial para toda a família! Brincadeiras, oficinas, contações de histórias e exposições gratuitas agitam as #FériasNoMuseu, que começam em 02 de janeiro e vão até 02 de fevereiro.

A grande novidade deste ano está na exposição temporária Mundos Indígenas, concebida por cinco curadores indígenas que mostram um pouco da vida, dos costumes e das crenças dos povos brasileiros Ye’kwana, Yanomami, Xakriabá, Pataxoop e Tikmũ’ũn.

Além de passear pela exposição, os visitantes podem participar de ações educativas pensadas especialmente para ela. Em Experimentando histórias Yãmîs, o público mergulha nas narrativas maxakalis a partir de um rito sobre animais e transformação. Já a oficina (Des)Encaixando desmistifica alguns estereótipos indígenas por meio de um jogo de quebra-cabeça.

Në ropë vai e vem explora a parte da exposição dedicada ao povo Yanomami através de uma contação de história. Em Weichö – modos de viver, os visitantes conhecem o povo Ye’kwana em uma experiência com pinturas corporais. Já Os Sorielisarb – quem são os outros? revela costumes e tradições de um povo em uma reflexão sobre alteridade.

A atividade História na Esteira convida os pequenos e seus familiares a conhecerem a história do povo Xakriabá com cenário e personagens criados com argila. Para fechar essa programação, Caça ao tesouro no Grande Tempo das Águas promove um jogo pelo museu em busca de desenhos e pinturas indígenas que refletem cenas cotidianas da comunidade Pataxoop da aldeia de Muã Mimatxi. A participação em todas as ações educativas é gratuita mediante a retirada de uma senha na recepção.

Descobrindo o universo!
A astronomia não fica de fora na programação das #FériasNoMuseu. Quem gosta de desbravar o universo pode aproveitar as sessões diárias no Planetário, onde o público viaja pelo espaço sideral sem tirar o pé do chão. A atração é a única paga no Espaço do Conhecimento UFMG, com ingressos a R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia). A política de gratuidade pode ser consultada aqui.

Os pequenos também poderão sentir na pele o processo de treinamento para ir ao espaço na oficina Um dia de astronauta, além de usar o próprio corpo para prever a visibilidade do nosso satélite natural na atividade Fases da Lua. Na contação de histórias Plutão: ser ou não ser?, o público descobre por que esse planeta anão causa tanto alvoroço no meio científico.

Já em 3, 2, 1… Lançar Foguete!, os visitantes constroem seus próprios foguetes e os lançam em direção ao céu. Na oficina Coleção de Estrelas, o público cria novas constelações a partir de mapas estelares. E na Gincana Astronômica, os pequenos participam de um jogo com twister sobre planetas, adivinhação de objetos astronômicos, quiz sobre a Lua e caça-palavras dos temas abordados nas exposições. Por fim, Conhecendo o Sol revela o ciclo de vida de uma estrela e como é produzida a energia em seu núcleo.

Imaginação solta!
As #FériasNoMuseu também estão cheias de brincadeiras e contação de histórias! O ano já começa com Arquitetura da Imaginação, oficina em que o público vai colocar a criatividade em ação para recriar em desenho suas escolas, moradias e outros espaços públicos. E quem gosta de charadas vai ter que encarnar a figura de um herói grego para completar As 12 tarefas de Hércules.

Em Vida fora da Terra, os visitantes vão entender as condições biológicas necessárias para que haja vida nos planetas do Sistema Solar. Em seguida, é hora de criar esses alienígenas com caneta e papel! Já em Jogos e brincadeiras africanas, os participantes soltam o corpo com tradições bem divertidas de países da África.

Contos Orientais leva os visitantes a outra cultura: o budismo. Eles vão conhecer fábulas infantis que têm origem no Tibet. E outra oficina vai mais longe na história. Alquimia e ciência moderna: incompatíveis? realiza divertidos experimentos para mostrar ao público como a química atual possui partes baseadas na antiga alquimia, que usava técnicas semelhantes a algumas realizadas atualmente em laboratórios.

Já em Brincando de contar histórias, os participantes vão usar a imaginação e o próprio corpo para narrar diferentes crenças sobre o surgimento do mundo e do ser humano. E Invasores microscópicos: ao ataque! convida o público a desenvolver estratégias para se defender de um inimigo misterioso. Ao longo da atividade, os visitantes recebem pistas sobre a identidade desse inimigo, para que a defesa seja bem construída.

A programação de férias termina com a contação de histórias Representações femininas nos contos e nos mitos, que revela como mulheres como Medusa, Lilith e Malévola nem sempre são o que parecem ser.

Espaço do Conhecimento UFMG estimula a construção de um olhar crítico acerca da produção de saberes. Sua programação diversificada inclui exposições, cursos, oficinas e debates. Integrante do Circuito Liberdade, o museu é fruto da parceria entre a UFMG e o Governo de Minas. O Espaço está subordinado à Diretoria de Ação Cultural (DAC) da Universidade, é amparado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura e conta com patrocínio do Instituto Unimed-BH e da Petrobras.