Escola de Arte Brilhante, do bloco Então, Brilha!

Na sequência das atividades do cronograma da Escola de Arte Brilhante, o megabloco de Carnaval “Então, Brilha!” irá promover um “aulão” conjunto de bateria e canto neste sábado, dia 3 de novembro, das 11h às 13h. O encontro, voltado para os moradores de comunidades, acontece na Vila Acaba Mundo, situada entre os bairros Sion e Mangabeiras, e deve reunir em torno de 50 integrantes da ala de percussão e do coral.

“Será a nossa primeira junção de turmas para tocar e cantar juntos. Creio que teremos uma sonoridade mais apresentável, o momento ideal para fazer experimentações”, diz o maestro-regente e instrumentista Di Souza, coordenador do “Então, Brilha!”.

Símbolo do renascimento da folia carnavalesca em Belo Horizonte, o “Então, Brilha!” aposta na Escola de Arte Brilhante como forma capacitar tecnicamente novos músicos, com oficinas de formação artística, inicialmente focadas nas alas de bateria e canto.“Acreditamos muito na força cultural, política e econômica do Carnaval. Seguimos aprofundando nossa pesquisa da cultura da música baiana, desde os anos 1970 e 1980, com a criação do samba-reggae, até sua transformação e explosão, na década de 1990, com o axé music”, descreve Di Souza. Eclético, o bloco também está aberto para incorporar outros ritmos e levadas, ampliando o repertório.

Ciente da responsabilidade político-social, da coletividade e da inclusão, a Escola de Arte Brilhante se volta para as comunidades Aglomerado da Serra e a Vila Acaba Mundo, ambas na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. “Buscamos atender um público jovem, morador de regiões sociais e economicamente desfavorecidas, gerando renda e potencializando a força do desfile carnavalesco”, antecipa Di Souza. A realização do projeto tem parceria com ONGs, centros culturais, associações de moradores e instituições comprometidas com ações sociais.

Os novos integrantes – 40 para a ala de bateria e 10 para o coral – têm quatro meses de aulas semanais de duas horas, com duração prevista até dezembro. A oficina de percussão está sendo coordenada pelos regentes do bloco juntamente com os percursionistas e regentes das próprias comunidades. Além de desenvolver potencialidades, como habilidade rítmica e percepção musical, os alunos entram em contatos com instrumentos como timbal, surdo, tamborim, caixa, repique e xequerê.

Já a oficina de canto é conduzida pelos dois vocalistas do “Então, Brilha!”, Michelle Andreazzi e Rubens Aredes. Na direção do coral do bloco, a dupla desenvolve técnicas vocais voltadas para a execução do repertório carnavalesco baiano. “Além de disseminar o conhecimento do canto, vamos colaborar com a formação musical na cidade, com efeito multiplicador”, diz Di Souza.

“Aulão” das oficinas de percussão e canto

Data: sábado, 3 de novembro

Horário: das 11h às 13h

Local: Associação dos Moradores da Vila Acaba Mundo (Beco da Igreja, 59, Vila Acaba Mundo)

 

Escola de Arte Brilhante, do bloco “Então, Brilha!”

Aberta a moradores das comunidades Aglomerado da Serra e Vila Acaba Mundo, acima de 16 anos

Quando: até 15 de dezembro (encontros semanais)

Curso gratuito

Não precisa ter instrumento, nem saber tocar ou cantar

 

Mais informações:

facebook.com/entaobrilha

instagram.com/entao_brilha_

Adicionar Comentários

Clique para comentar