Clube da Esquina é tema de palestra na Academia Mineira de Letras 05/11

CLUBE DA ESQUINA É ABORDADO EM PALESTRA DA ACADEMIA MINEIRA DE LETRAS

VÍDEO APRESENTADO POR BRUNO VIVEIROS MARTINS ESTARÁ DISPONÍVEL NO YOUTUBE DA AML A PARTIR DO DIA 05/11

professor Bruno Viveiros Martins é convidado da Academia Mineira de Letras para a palestra “Clube da Esquina: amizades, sonhos e canções”, onde aborda vários aspectos do grupo que trouxe um novo olhar para a cena cultural de Belo Horizonte e do Brasil. O vídeo estará disponível no canal de Youtube da AML a partir do dia 5 de novembro, às 11h.

O evento acontece no âmbito do Plano Anual de Manutenção AML, realizado mediante a Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio do Instituto Unimed BH – por meio do incentivo fiscal de mais de cinco mil e cem médicos cooperados e colaboradores – e da CEMIG.

No final da década de 1960, as esquinas de Belo Horizonte tornaram-se o lugar perfeito para que jovens compositores criassem uma nova musicalidade que alterou os rumos da canção popular brasileira. A partir desse local propício para os mais diversos tipos de encontros, o Clube da Esquina lançou também um outro olhar sobre o mundo público.

Em suas canções, a cidade – pensada para além de sua materialidade física – voltava a ser imaginada como um espaço essencial para o desenvolvimento humano, devido às suas possibilidades de diálogo; à pluralidade de ideias e, principalmente, ao fortalecimento da amizade.

O palestrante destaca que Esquina é um lugar de encontro. Assim como Clube traz a ideia da reciprocidade entre iguais. Contudo, quando perguntados sobre o que é o Clube da Esquina e como ele foi criado, seus integrantes não sabem responder exatamente o que aconteceu de fato. “Uma coisa, porém, é certa: a amizade nasceu antes de qualquer uma de suas canções”, completa.

Além das palestras on-line inéditas que integram a programação 2020, a Academia Mineira de Letras disponibiliza mais de 200 palestras já realizadas para que o público possa ver e rever. Durante o isolamento social, as redes sociais da instituição também estão repletas de poesias, crônicas e dicas de leitura.

Sobre o palestrante:

Bruno Viveiros Martins é professor do Centro Universitário Estácio de Belo Horizonte. Doutor em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Autor do livro “Som Imaginário: A reinvenção da cidade nas canções do Clube da Esquina” (Editora UFMG, 2009). Curador das exposições “Clube da Esquina – Canção Amiga” e “Da Janela Lateral” realizadas pelo Centro de Referência da Música de Minas/UFMG.  Produtor do programa “Decantando a República” da Rádio UFMG Educativa 104,5 FM. Pesquisador do Projeto República: núcleo de pesquisa, documentação e memória.

Palestra on-line “Clube da Esquina: amizades, sonhos e canções” – com Bruno Viveiros Martins

 Data: a partir de 5 de novembro, às 11h

Acesso: Youtube.com/c/AcademiaMineiraDeLetras

Instituto Unimed-BH

Associação sem fins lucrativos, o Instituto Unimed-BH, desde 2003, desenvolve projetos visando ampliar o acesso à cultura, estimular o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas, valorizar espaços públicos e o meio ambiente. Mais ainda, fomenta a geração de empregos e renda em nossa cidade, além de viabilizar projetos socioculturais para a comunidade. São iniciativas que fazem a diferença na vida das pessoas. Ao longo de sua história, o Instituto destinou R$120 milhões ao setor cultural, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e da Lei Federal de Incentivo à Cultura, viabilizado pelo patrocínio de mais de 5.100 médicos cooperados e colaboradores. No último ano, mais de 850 mil pessoas foram alcançadas por meio de projetos de cinco linhas de atuação: Comunidade, Voluntariado, Meio Ambiente, Adoção de Espaços Públicos e Cultura e foram gerados 16 mil postos de trabalho.

Saiba mais em www.institutounimedbh.com.br.

Cemig

De onde vem a nossa força?

 A Cemig, maior patrocinadora cultural de Minas Gerais, acredita na importância e na valorização da arte e da cultura para o desenvolvimento humano, econômico e social de uma população como possibilidade do alcance de um futuro melhor para as novas gerações.

 A preocupação da empresa em promover a socialização e a democratização do acesso aos bens culturais do estado se baseia principalmente no compromisso da Cemig com a transformação social e inclusão, uma oportunidade de dialogar e trazer melhorias para a comunidade.

 Nossa força também vem da cultura. Saiba mais em www.cemig.com.br