Campanha: Transforme seu Imposto de Renda em Música – 7ª edição

Os músicos Leo Gandelman e Chico Amaral, e os grupos Amaranto, Nós&Voz, Cordas&Vocais e Voz&Cia apoiam a Fundação de Educação Artística (FEA) na campanha de doação via Imposto de Renda para manter o Programa de Bolsas de Música em 2019.

A importância de se manter um Programa de Bolsas de Estudo de Música que oferece – aos jovens em vulnerabilidade social – oportunidade de estudar música gratuitamente e de forma exemplar, tem mobilizado cada vez mais a classe artística em prol da FEA. Pessoas que enxergam na campanha “Transforme seu Imposto de Renda em Música” uma oportunidade de direcionar parte do imposto devido a um Programa que realmente transforma vidas. Realizada pela FEA com o apoio dos artistas e profissionais da comunicação, a campanha está em sua 7ª edição.

Este ano a campanha ganha a adesão dos músicos e compositores Leo Gandelman e Chico Amaral, e dos grupos Amaranto, Nós&VozCordas&Vocais e Voz&Cia e traz como novidade uma agenda de shows na Sala Sergio Magnani nos meses de novembro e dezembro. O objetivo é mobilizar, através da boa música, um número maior de pessoas para esclarecer sobre a possibilidade que tem cada contribuinte do I.R. – seja pessoa física ou jurídica – de direcionar uma parcela de seu imposto devido a um projeto aprovado no Ministério da Cultura, como é o projeto da Fundação de Educação Artística. O valor doado será restituído ao se fazer a declaração completa de ajuste em abril de 2019. E para  quem quer apoiar, mas não é contribuinte, a FEA oferece outras formas de participação e ajuda!

As bolsas de estudo de música concedidas pela FEA têm permitido, há décadas, que crianças e jovens obtenham gratuidade em sua formação musical. É crescente  o número de jovens  que, na faixa de idade correspondente ao Ensino Médio, descobrem sua vocação para a música. Hoje, na Região Metropolitana e em toda a periferia de Belo Horizonte, as redes sociais divulgam a existência de uma instituição que  mantém um Programa de Bolsas – a Fundação de Educação Artística – e os jovens acorrem, cheios de esperança. Na imensa maioria dos que a FEA pode absorver, eles  correspondem ao ensino recebido com dedicação e força de vontade. Seguem em direção a uma profissionalização no campo da música, inúmeras vezes salvando-se das condições perversas de um  meio  contaminado pela droga e a violência.

Como calcular o valor da doação

Verifique qual será o provável valor do Imposto de Renda devido, usando como referência o valor apurado na sua declaração de 2018 (ano calendário 2017). Calcule 6% sobre este valor: esta é a quantia aproximada que você poderá abater – obtendo devolução -na declaração de 2019 (ano calendário 2018), se não houver grande alteração nos seus rendimentos.

Por exemplo: se o valor do Imposto de Renda devido, apurado na declaração de 2018, for R$ 10.000,00 (não importando qual o valor já retido na fonte, valor já pago ou valor a restituir), você poderá doar até R$ 600,00 e abater integralmente esse valor. Caso o valor integral do imposto devido já tiver sido pago, através de retenção na fonte ou carnê-leão, e você tiver restituição, esta será acrescida do valor da doação efetivada ao projeto.

Como doar

Todas as doações são obrigatoriamente depositadas em conta vinculada ao projeto, cuja movimentação é controlada pelo Ministério da Cultura.

Acesse o nosso site www.feabh.org.br e clique em DOAÇÃO. O doador terá acesso às informações, ao simulador de doação e terá todas as informações de como fazer a doação. É rápido, fácil de fazer e você não gasta nada!

Como declarar

Para a pessoa física efetuar o lançamento da doação na declaração de ajuste anual do IR (modelo completo) o valor da doação deve ser inserido na seção “Pagamentos e doações efetuados” sob o código referente ao incentivo à cultura. Nesse campo, deve-se informar o nome do titular do projeto cultural beneficiado, o número de sua inscrição no CNPJ, os dados do projeto aprovado e o valor do apoio.

A Fundação de Educação Artística – FEA

A Fundação de Educação Artística – FEA – é uma entidade sem fins lucrativos, de forte cunho social, com penetração em todas as classes sociais, que tem como objetivo contribuir – ali onde o Estado não atua suficientemente – para a democratização, o aprimoramento e a atualização do ensino das artes e, em particular, da música. Criada, em maio de 1963, por um grupo de artistas e intelectuais mineiros, apresentou-se, desde sempre, como um centro de experimentação, renovação e difusão artística de base cultural ampla.No âmbito educacional, merece destaque o papel desempenhado pela FEA no processo de atualização do ensino musical, não só em Belo Horizonte, como também em diversos centros de formação do País. Por valorizar o intercâmbio entre as artes, a Fundação de Educação Artística mantém-se sempre aberta a novas ideias, experimentações, pesquisas e é, essencialmente, uma defensora contumaz da música de nosso tempo.

 

AGENDA DE SHOWS COM GRUPOS APOIADORES DA CAMPANHA NA SALA SERGIO MAGNANI

 

NOVEMBRO

AMARANTO

17 e 18, sábado e domingo, 19h

Entrada: R$20 (inteira) R$10 (meia)

 

NÓS & VOZ

24 e 25, sábado e domingo, 19h

Entrada: R$20 (inteira) R$10 (meia)

 

 

DEZEMBRO

CORDAS E VOCAIS

1 e 2, sábado e domingo, 19h

Entrada: R$20 (inteira) R$10 (meia)

 

VOZ E CIA

8 e 9, sábado e domingo, 19h

Entrada: R$20 (inteira) R$10 (meia)

 

 

Realização: Fundação de Educação Artística

Doações até 27 de dezembro

feabh.org.br/doacao

Informações:

3226-6866 ou contato@feabh.org.br