Campanha online do ChildFund Brasil reforça que brincar é coisa séria

Objetivo da ação é ampliar sua base de “padrinhos”. Somente no ano passado, 42 mil crianças brasileiras foram atendidas.

O ChildFund Brasil – agência humanitária internacional, com 52 anos de atuação, especializada no atendimento a crianças, adolescentes e jovens em situação de privação, exclusão e vulnerabilidade – acaba de lançar a campanha “Alegria de Brincar”.

A campanha, totalmente baseada em ações online nas redes sociais do Fundo, possui dois objetivos principais: chamar a atenção da sociedade para o risco para no desenvolvimento das crianças e jovens carentes que não brincam; e ampliar a base de doadores do ChildFund Brasil.

Somente em 2017, a entidade, por meio das doações, beneficiou, diretamente e indiretamente, mais de 140 mil pessoas, sendo que 42 mil crianças brasileiras foram diretamente atendidas pelos programas sociais.

O trabalho de inbound marketing foi realizado pela agência Ingage, para suportar ações de Google Ads e Facebook Ads. Já o conceito do selo “Alegria de Brincar” foi desenvolvido pelos designers Gisele Araújo e Rodrigo Kirov e serve como reforço do direito de brincar que toda criança possui. Por isso, o selo vem acompanhado da frase “Apadrinhe!”. Pois, ao apadrinhar uma criança pela organização, ela terá garantido o direito ao acesso a um lugar adequado para que ela possa aproveitar todos os benefícios do Brincar.

A escolha do barquinho de papel como símbolo se deu em função da simplicidade, acessibilidade e capacidade de estimular a imaginação. Afinal, todo mundo pode brincar com um barquinho de papel, que é simples e fácil de fazer.

O barquinho também resgata o uso do papel que é presente na relação entre padrinhos e afilhados por meio das cartas trocadas.

 

As redes sociais do ChildFund Brasil são:

https://www.facebook.com/ChildFundBR#

https://twitter.com/ChildFundBrasil

https://www.instagram.com/childfundbrasil/

Para saber mais sobre como apadrinhar uma criança, acesse o link https://www.childfundbrasil.org.br/apadrinhe.

Adicionar Comentários

Clique para comentar