Bares e restaurantes apostam em ideias criativas no delivery para atrair clientes

Kit com ingredientes de drinks para cliente finalizar a bebida em casa, pratos de diferentes países em um só pedido e delivery voltado para ação social estão entre ações de restaurantes em BH

Com mais um fechamento do comércio não essencial em Belo Horizonte, o delivery novamente tornou-se a única opção de vendas nos bares e restaurantes. Para se sobressaírem diante da enorme concorrência e atrair a clientela, muitos deles apostam em soluções inovadoras, afinal a originalidade e a criatividade sempre serão a alma de qualquer negócio, principalmente em tempos de crise.

O Piratas BBQ, Beer & Drinks, por exemplo, criou um delivery diferenciado de drinks. Como os clientes não podem ir ao bar localizado na badalada Rua Alberto Cintra neste momento, a casa envia as bebidas devidamente armazenadas em caixinhas de isopor com gelo. Os ingredientes vão separados em garrafinhas personalizadas, totalmente vedadas, para o consumidor finalizar o preparo em casa munido de uma cartinha com o passo a passo da receita. Taças especiais também podem ser compradas para que o brinde seja feito no conforto do lar.  “Como no delivery é bem mais difícil o drink chegar já pronto na casa do cliente com a mesma apresentação do bar, resolvemos proporcionar essa nova experiência e permitir que eles [os clientes] sejam os próprios bartenders. O resultado tem sido muito satisfatório. As pessoas gostam da brincadeira, o que repercute positivamente nas vendas”, afirma o bartender do Piratas Conrado Salazar.

Entre os drinks exclusivos do estabelecimento, destaque para o Groggy Jack Sparrow, com suco de frutas cítricas, bitter cynar e rum; o Anne Bonny Daquiri, à base de rum com um toque de maçã verde; e o Ching Shih Sling, feito com gin e frutas tropicais. O primeiro custa R$ 26 enquanto os dois últimos R$ 28.

Já o Gastrô Hub, no Serra, aposta na diversidade de culinárias para atrair os mais variados paladares, principalmente em uma casa onde os gostos e preferências são diversos e, às vezes, conflitantes. Segundo os proprietários, a prioridade é não só permitir uma viagem gastronômica como também facilitar a vida do consumidor. O motivo é simples:  ao invés dele ter que fazer o pedido em vários restaurantes na difícil missão de agradar a todos, pode ser concentrá-lo apenas em um, já que o local é conhecido por oferecer pratos da Itália, China, Japão e Brasil.  Na entrada, por exemplo, é possível experimentar um ícone da cozinha oriental, os pasteis japoneses grelhados e recheados com carne de porco, conhecidos como Guioza. O prato principal pode ser representado pela culinária brasileira. Entre eles a suculenta costela à caipira, feita com molho de geleia de jabuticaba. Mas se o cliente preferir, a casa serve também pratos chineses, como o macarrão chop suey e o camarão do imperador flambado ao molho curry. Para finalizar uma sobremesa italiana, o clássico Tiramisú. É uma miscelânea de sabores.

Outro restaurante da capital mineira que também pensou fora da caixa para planejar o delivery neste momento de um novo lockdown é o Kanpai, especializado em culinária oriental no bairro Cruzeiro. A bartender Jocassia Coelho criou três drinks que serão vendidos, como forma de voucher, a preços promocionais (apenas R$ 9,90). Assim que a casa reabrir, o cliente poderá utilizar o cupom pessoalmente no estabelecimento, de segunda a quinta-feira, para consumir uma das bebidas adquiridas. São elas: Amor nos tempos do cólera, feito com Cachaça Ypióca, shrub de beterraba, água tônica dashes de óleo saccharum, borda de páprica picante, açafrão e broto de hortelã; Whisky highball, composto de Whiskey Black Label, tônica e casca de laranja ou limão siciliano; e o Arigatou, à base de Gin Tanqueray, suco de maracujá, Monin Tangerina, suco de limão e albumina.

E o melhor: todo o valor arrecadado com a venda dos vouchers será destinado ao projeto ComPaixão, que há 15 anos ajuda e acolhe socialmente ex-presidiárias, profissionais do sexo – mulheres, trans e travestis – atuantes em hotéis na zona boêmia de Belo Horizonte. “Muitas trabalham nos bares desses hotéis fazendo drinks, porém não são reconhecidas como bartenders. A ideia é que através dessa renda obtida com a nossa venda, possamos permitir que elas aprimorem o dom e tenham uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho formal, visto que várias, principalmente as trans e travestis, estão na prostituição pois não encontraram outros meios de sustento. Vamos tirá-las da margem e inseri-las na sociedade”, explica a gerente de marketing do Kanpai, Camila Alves.

Para que a ideia seja viabilizada, o restaurante também fez uma parceria com uma empresa que oferece cursos profissionalizantes de bartender e esta instituição ficará encarregada de capacitar as mulheres atendidas pelo ComPaixão. A ideia, por sinal, de promover essa corrente mútua de solidariedade foi da própria bartender do Kanpai.

Gastrô Hub

Av. do Contorno, 4667 – Serra

Delivery: Ifood e Uber Eats

Pedidos no delivery próprio com 10% de desconto: 2527-5858 (Telefone e Whatsapp)