Alice no País das Maravilhas 19/01 a 03/02

AE se esse País maravilhoso fosse um circo e todos os personagens se apresentassem como em um grande show circense? É isso que você vai assistir na nova montagem da Copas Produções, “Alice no País das Maravilhas”. “Chegou a hora de contarmos da nossa maneira um dos maiores clássicos infantis de todos os tempos”, dá início Diego Benicá, que assina o texto e direção do espetáculo. “Muitas versões de Alice já foram feitas, não queríamos contar essa história apenas sob os olhos do autor Lewis Carroll nem através de versões já tão conhecidas”, explica.

Nascido no interior, Diego via nos circos que chegavam a sua pacata cidade natal uma forma de acesso àquele mundo fantástico. “O circo era o meu País das Maravilhas, pois era um dos poucos acessos a arte que eu tinha. Debaixo daquela lona era o momento de fazer uma viagem por um lugar maravilhoso, cheio de risos, suspense, aventura e drama”, conta. Essa visita por esse país surpreendente fez com que o diretor se apaixonasse por esse clássico, talvez nem tanto pela história que contava, mas pelo simples convite para conhecer um lugar fantástico: “Foi o título dessa história que sempre me chamou muita atenção: uma menina visitando um local extraordinário. Podia ser o nome de qualquer criança, o meu, o seu, assim como esse lugar pode ser tantos outros.  Como já disse, o meu País das Maravilhas sempre foi o circo e através dele eu quis contar esse clássico usando personagens circenses tradicionais: o palhaço, o equilibrista, a bailarina, o domador, o mágico, o trapezista, o malabarista, o apresentador, o acrobata, a mulher barbada e o atirador de facas”, explica.

O apresentador do circo, um coelho branco, está atrasado para começar o espetáculo e antes mesmo de iniciar a apresentação dos personagens é interrompido com a chegada de uma menina, Alice. Determinada a tirar proveito da situação, ela inicia uma expedição no lugar que lhe rende experiências tão inusitadas quanto encolher e esticar, conversar com dois irmãos acrobatas, ver um bebê se transformar em um porco, desviar das facas afiadas da atiradora de facas, encontrar-se com um gato malabarista, tomar chá com os palhaços Chapeleiro Maluco e a Lebre de Março, receber conselhos de uma lagarta aérea e se encontrar com uma Rainha domadora que não suporta ser contrariada, punindo todos com um sonoro “Cortem a cabeça!”.

Classificação Livre | Duração 75 minutos

19 de janeiro e 03 de fevereiro: sábado às 18h, domingo às 17h30

(Cine Theatro Brasil Vallourec – Av. Amazonas, 315 – Centro,)

INGRESSOS:

R$ 50 inteira | R$25 meia (Bilheteria do teatro)

R$ 18 preço único – ingresso antecipado (Postos Sinparc e site)

Ingressos pela internet: www.vaaoteatromg.com.br

POSTOS DO SINPARC:

Mercado da Flores: Av. Afonso Pena, 1055 – Centro – Segunda a Sábado 10h às 19h, Domingo de 10h às 18h – (31) 3035-0050

Edifício Maleta: Rua da Bahia 1148 – Centro – Segunda a Sábado de 12h as 19h, Domingo 14h as 18h – (31) 3272-7487

Patio Savassi: Av. do Contorno, 6061 – Funcionários Piso L3 – segunda a Sábado de 12h às 19h, Domingo de 14h as 18h – (31) 3272-7487

Shopping Cidade: Piso G5 (Estacionamento) – Segunda a Sábado 10h às 19h, Domingo de 10h às 18h – (31) 3272-7487

Shopping Estação BH: Av. Cristiano Machado, 11833 – Venda Nova – Segunda a Sábado de 12h às 19h, Domingo de 14h às 18h – (31) 3118-9900

www.copasproducoes.com.br