A Estrela na Galeria de Arte do Centro Cultural Sesi Minas 02/12 a 04/02

Das páginas d’A Estrela para a galeria: exposição inédita mostra o cotidiano de pessoas privadas de liberdade

A partir do dia 2 de dezembro até 4 de fevereiro de 2018, a Galeria de Arte do Centro Cultural Sesi Minas abre suas portas para mostra que reúne fotos e textos das cinco edições do periódico; inauguração terá apresentações artísticas e debates com os participantes da revista. Entrada gratuita

Os relatos em primeira pessoa, séries de fotojornalismo, crônicas, poemas e imagens artísticas que estampam as páginas d’A Estrela (revista inteiramente produzida por pessoas privadas de liberdade) nos ajudam a entender o que se passa na cabeça de quem vive do outro lado das grades. Afinal, quais são suas angústias, o que pensam, o que querem e sentem? Para ampliar essa reflexão, o periódico extrapola seu formato original e passa a ocupar as paredes da Galeria de Arte do Centro Cultural Sesi Minas, em exposição inédita que ocorre entre 2 de dezembro a 4 de fevereiro de 2018. A entrada é franca e o horário de visitação é das 9 às 18 horas, de terça a domingo.

Na inauguração da mostra, um grande evento: apresentações musicais e mesas redondas com a participação dos autores dos textos e fotos (egressos e internos das unidades prisionais), além de autoridades ligadas ao sistema prisional, representantes do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, (TJMG) e da Secretaria de Administração Prisional. O evento de inauguração ocorre entre 10 e 12 horas e a entrada é gratuita.

A exposição A Estrela é composta por uma seleção de 15 textos e 80 fotos (em formato ampliado), conteúdo que foi originalmente publicado na edição piloto da revista, que circulou em novembro de 2014, e nas quatro edições subsequentes, viabilizadas ao longo de 2016 e 2017 pelo Rumos Itaú Cultural. A mostra é realizada pelos idealizadores e editores do periódico, a jornalista Natália Martino e o fotógrafo Leo Drumond, que também estão à frente do Projeto Voz, conjunto de iniciativas na área de comunicação desenvolvidos em unidades prisionais.

Para Martino e Drumond, A Estrela é um instrumento que permite que homens e mulheres privados de liberdade se expressem. “Quando as pessoas pegam a revista pela primeira vez, em geral a reação é de admiração. Acham a revista bonita. Depois vem a surpresa: ‘como assim ela foi feita por pessoas presas? Sério? Essa foto também? E esse texto aqui, também? É verdade isso?’. E aí elas começam a entender muita coisa, principalmente que aquelas pessoas atrás das grades não são assim tão diferentes delas. São pessoas que têm sonhos, medos, planos, arrependimentos. São mães, pais, irmãos, filhos, amigos. Como qualquer outra pessoa. Nossas semelhanças são maiores que nossas diferenças. E é para isso que a revista existe. Não para falar de crimes – para isso, já temos muitos jornais. A revista é para falar sobre o que há de mais humano em todos nós. E agora estamos muito felizes ao ver que isso tudo vai chegar pela primeira vez em uma galeria de arte, alcançar outro tipo de público. Que mais pessoas escutem essas vozes, vejam essas fotos e se permitam serem surpreendidos”, destacam os editores.

Onde: Galeria de Arte do Centro Cultural Sesi Minas (Rua Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia)

Inauguração: 2 de dezembro, a partir das 10 horas (Entrada gratuita e aberta ao público em geral)

Encerramento: 4 de fevereiro de 2018

Visitação: De terça a domingo | das 9 às 18 horas (Entrada franca)

Patrocinado