Festa de Santo Antônio em Itatiaia terá imaginárias restauradas (Ouro Branco/MG)

 

Associação Sócio Cultura Os Bem-Te-Vis está empenhada em realizar uma festa de Santo Antônio inesquecível em 2017. A Igreja Matriz de Santo Antônio está em processo de finalização de restauro dos elementos integrados e, também, das imaginárias. Duas imagens se destacam e estarão prontas para a festa do padroeiro, no dia 13 de junho: a de Santo Antônio e a de Nossa Senhora das Mercês. As solenidades para a Festa de Santo Antônio, tradicional e realizada desde a fundação da localidade, tem início no dia 31 de maio, com a trezena em honra ao padroeiro, com a presença de toda a comunidade e, ainda, a reza do terço, cantos, missas e procissões. No 12º dia da trezena, 11 de junho, às 15h, haverá missa solene seguida de procissão das imaginárias de Santo Antônio e Nossa Senhora das Mercês pelas ruas de Itatiaia, com a participação da comunidade.

A Associação é a instituição responsável pelo processo de restauro e, ao representar a comunidade de Itatiaia, entrega aos moradores da localidade um presente cheio de significado. A festa do padroeiro com a igreja restaurada e as imagens recuperadas e preparadas são mostra de que a comunidade, unida, consegue grandes avanços. Assim, a Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis promove a integração dos moradores da localidade e a preservação de seu bem mais precioso.

O restauro das imaginárias da Matriz de Itatiaia começou com um levantamento dos objetos pertencentes à igreja: das vestes e paramentos às peças utilizadas nas celebrações e pratarias, passando pelas imagens que compunha os altares laterais, colaterais e mor. “Acredito que muita coisa se perdeu, talvez por falta de conhecimento e, principalmente, devido ao roubo que causou grande perda e tristeza para a comunidade”, enfatiza o restaurador, em referência ao roubo de peças sacras que abalou a comunidade de Itatiaia na década de 1990. A perda das peça deixou sérias marcas no coração dos moradores de Itatiaia, que hoje aguardam com ansiedade pelo término das obras de restauro e pela volta o esplendor original da Matriz de Santo Antônio.

Para Wilton Fernandes, presidente da Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis, o preparo e o restauro das imagens de Santo Antônio e de Nossa Senhora das Mercês para a festa do padroeiro é mais uma vitória da comunidade. “Acompanhar o restauro da Matriz e das imaginárias tem mexido muito com a emoção de todos em Itatiaia. Agora, com as duas imagens prontas, para a festa do padroeiro, o sentimento se intensifica, enquanto nós, da Associação, reforçamos as ações de educação patrimonial, para que nosso patrimônio se mantenha preservado”, reforça.

Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis comemora o restauro da Matriz de Santo Antônio, em Itatiaia (Ouro Branco/MG) como fruto do esforço da comunidade local, que se uniu e que está trabalhando, há vários anos, para que seu bem mais precioso se mantenha preservado. A Associação enfrentou diversos obstáculos para que os projetos de restauro fossem aprovados nos órgãos competentes e obtivessem patrocínio integral, e não descansou até conseguir realizar o sonho de ter a Matriz em todo seu esplendor, restaurada e segura, para a comunidade.

Matriz de Santo Antônio – Itatiaia

A Matriz de Itatiaia foi construída na primeira metade do século XVIII por iniciativa das irmandades do Santíssimo Sacramento, Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e São Benedito. Apresenta duas etapas distintas de construção. A parte dos fundos do templo (capela-mor e corredores laterais) foi executada em estrutura de madeira com vedação de pau-a-pique e aparenta ser a primitiva capela original. A ela foram acrescidas, posteriormente, a atual nave, as torres e o frontão, em pedra. (Fonte: Iphan)

Durante os anos de 1982 a 1984, a matriz ficou exposta às intempéries climáticas, que acabaram por danificar os altares laterais e colaterais da nave e o forro, que foi perdido. O trabalho de restauro dos bens integrados da Matriz de Santo Antônio é realizado pela Associação Sócio Cultural Os Bem-Te-Vis, em parceria com o Banco  Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e com o apoio Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), do Ministério da Cultura (MinC) e do Governo Federal. O projeto prevê a recuperação do interior da construção, contemplando elementos artísticos como retábulos, púlpito, arco-cruzeiro, balaustrada da nave e pia batismal. Também estão contempladas a reforma do assoalho, a instalação de câmeras de segurança, a laminação do telhado e a restauração e conservação  do acervo de imaginárias.