Elogiada pela crítica, a comédia francesa ‘O Novato’ estreia no Brasil

INTEGRANTE DO FESTIVAL VARILUX DE 2016, LONGA FRANCÊS É O PRIMEIRO DO DIRETOR RUDI ROSENBERG
Aceitação, padrões sociais, bullying, estes temas costumam ser recorrentes na vida dos adolescentes. Com estreia em 20 de abril nos cinemas brasileiros, a comédia “O Novato” conta a história de Benoît (Réphaël Ghrenassia), jovem recém-chegado em Paris e que procura se enturmar na nova escola. O trailer disponível em https://youtu.be/8oC2_GBf3zI traz uma prévia dos esforços que o menino tímido faz para fazer parte do grupo dos populares.
Na trama, Benoît faz amizade com a sueca também recém-chegada Johanna (Johanna Lindstedt), mas logo a menina se atrai pela turma bagunceira de Charles (Eythan Chiche) e deixa o novato em segundo plano. Na intenção de ajudar o sobrinho a fazer novas amizades, o tio de Benoît tem a ideia de fazer uma festa para a classe inteira. O que o menino não esperava era que a partir daí encontraria o seu verdadeiro grupo. O elenco conta ainda com Géraldine Martineau, Guillaume Cloud-Roussel, Joshua Raccah, Edith Le Merdy e Grégoire Bonnet.
A narrativa do longa traz os tópicos atemporais da adolescência com o humor e leveza. As piadas infantis, brincadeiras de mau gosto e muitas travessuras são retratadas com naturalidade pelos jovens atores. “O Novato” é um filme que atinge a todos que já passaram por esta fase de inseguranças e descobertas. Depois de participar da 7ª edição do Festival Varilux de Cinema Francês, o primeiro longa-metragem do diretor Rudi Rosenberg abre espaço também para os adultos se identificarem e refletirem.
Com dois curtas-metragens no currículo sobre adolescência, “13 anos” e “Aglaée”, o diretor Rudi Rosenberg resolveu investir em um longa-metragem sobre a temática. Com a intenção de criar um universo ao mesmo tempo pessoal e universal, ele revela que, assim como Benoît, sentiu dificuldade em se socializar no colégio por causa de sua timidez. Sua intenção era fazer o público se identificar, justamente, porque todos já foram novatos em algum momento.
— Minha obsessão foi, sobretudo, a de não descrever a geração atual. Os jovens de hoje se exprimem com expressões da moda e usam algumas redes sociais, mas isso tudo estará fora de moda daqui a alguns anos. Em compensação, as situações de constrangimento, os momentos de jubilação, a vontade de pertencer a um grupo, a vontade de ser legal, etc; tudo isso é atemporal. Queria que o adulto nostálgico ou o adolescente de hoje se reconhecesse nos personagens, indo além de uma música recente ou uma palavra do vocabulário atual — declara.
Nos cinemas a partir de 20 de abril, “O Novato” é o segundo longa-metragem distribuído pela Bonfilm em 2017, depois de “Os Cowboys”, no circuito desde 16 de março. O filme conta com a produção de Recifilms e Mars Films e com coprodução da Cinéfrance.

SINOPSE
A primeira semana de Benoît em seu novo colégio não se passa como ele esperava. Ele é maltratado pelo bando do Charles, de garotos populares, e os únicos alunos que o acolhem com gentileza são os “cafonas”. Felizmente há Johanna, linda sueca de quem Benoît fica amigo e se apaixona. Mas ela se afasta aos poucos para entrar no grupo do Charles. Seguindo os conselhos do tio, Benoît organiza uma festa e convida a turma toda. É a oportunidade de se tornar popular e encontrar Johanna.

ELENCO
Réphaël Ghrenassia – Benoît
Johanna Lindstedt – Johanna
Joshua Raccah – Joshua
Guillaume Cloud-Roussel – Constantin
Géraldine Martineau – Aglaeé
Eythan Chiche – Charles
Max Boublil – Greg
Edith Le Merdy – professora de matemática
Grégoire Bonnet – professor exposto

FICHA TÉCNICA
Direção: Rudi Rosenberg
Roteiro: Rudi Rosenberg
Colaboração com o roteiro: Igor Gotesman
Produtores: Mathias Rubin e Eric Juherian
Produção de set: Eric Zaouali
Trilha Sonora: Jonathan Morali


SOBRE O DIRETOR
Ator, produtor, diretor e roteirista, Rudi Rosemberg faz sua estreia como diretor de longa-metragem com “O Novato”. Seus trabalhos anteriores na direção foram os curtas-metragens “Aglaée”, “Une Histoire Louche” e “13 ANS”. Como ator participou de mais de 30 filmes exibidos na televisão e no cinema.

CRÍTICA DO L’EXPRESS (FRANÇA)
“É bom, pois o filme é realmente engraçado (…). É bom, pois Rudi Rosenberg, em seu primeiro longa-metragem, vai com tudo, sem frescura nem falação, pouco se importando com o politicamente correto”.
Eric Libiot

CRÍTICA DO STUDIO CINÉ LIVE (FRANÇA)
“Um irresistível retrato da adolescência. Gargalhadas garantidas”.
Thierry Cheze

CRÍTICA TÉLÉRAMA (FRANÇA)
“Rudi Rosenberg filma situações precisas, muitas vezes divertidas, sobre uma idade em que ser aceito e integrado, é uma questão de vida ou morte”.
Guillemete Odicino

CRÍTICA DO PARIS MATCH (FRANÇA)
“Sem dúvida, a melhor surpresa desta temporada”.
Karelle Fitoussi

SOBRE A BONFILM
Além de distribuidora, a Bonfilm é realizadora do Festival Varilux de Cinema Francês, que em sua última edição, em 2016, foi realizado em mais de 52 cidades e contou com um público de mais de 155 mil pessoas, comprovando sucesso de público e mídia. Desde 2015, a Bonfilm organiza também o festival de filmes de ópera “Ópera na Tela”.

Adicionar Comentários

Clique para comentar