Protótipo Bar aposta em novo conceito em drinks e lança nova carta

“Taça sem pose” é apelido de um  movimento que tem tomado conta dos bares mais badalados do Rio e de São Paulo. Ao invés de levar o bartender a fazer um show em coquetelaria, este novo conceito é protagonizado pelo drink destilado bem executado por um especialista em um ambiente mais despojado e descontraído. Os criadores são os mixologistas, que, assim como os chefs de gastronomia, trazem consigo cartelas de clientes para os estabelecimentos aos quais emprestam suas assinaturas.

Esta é também a nova aposta do Protótipo Bar, dirigido pelos empresários Lucas Zacharias e Angelo Gabriel, que aproveitou sua atmosfera cervejeira descontraída para oferecer drinks dentro deste movimento. O estabelecimento oferece uma carta de drinks totalmente original aos seus clientes. As receitas foram elaboradas pelo mixologista Müller Ribeiro, em parceria com o bartender da casa, Lucas Guimarães.

As bebidas são baseadas em misturas de bebidas destiladas como vodca e cachaça, mas ao invés de misturadas a condimentos prontos, são harmonizadas com ervas, xaropes e outras novidades. Algumas opções do Protótipo Bar, por exemplo,  combinam a receita inglesa do gim-tônica com sabores tropicais de frutas e grãos tipicamente brasileiros, como laranja, café e limão.

Bem acessíveis, os preços giram entre R$ 14, caso do Gin Atômico (feito para beber litros, leva gin, tônica, bitter de laranja, casca de limão siciliano e grãos de café), e R$ 21, valor da Mula Russa (uma releitura do Moskow Mule, criada com Jack Daniel’s, Monin de tangerina, suco de limão siciliano, ginger ale e espuma de gengibre).

Mas, se a ideia for gastar R$ 15 por drink, o Protótipo Bar também tem soluções. Uma delas é o Cão Chupando Manga: levemente picante, bonito de se ver — só não vale fazer cara feia para beber — e leva vodca, Triple Sec, polpa natural de manga, na taça bordeada com pimenta macaco, pimenta calabresa e açúcar. Outras opções são as “Mineirinhas”, as caipirinhas mais queridas do Brasil feitas com vodca e syrup nos sabores:

Ø  Frutas Vermelhas, com picolé de morango;

Ø  Limão Siciliano, com picolé de limão;

Ø  e Abacaxi com Hortelã, com picolé de graviola.

E se o caso de amor pelas bebidinhas envolve muito charme, a Penélope custa R$ 16, é bem leve e contém champagne, Aperol, refrigerante de vanilla e tônica. Chama a atenção também a criatividade usada na composição dos nomes: Guarapari High Society (R$ 18); Mula Russa (R$ 21); Morrido (R$ 15); Vim para Matar-te (R$ 18); Sai Capeta! (R$ 18); junto com “O que sobrou” (R$ 18) finalizam a nova carta.

O Protótipo Bar também oferece mais de 200 rótulos de cervejas artesanais diariamente e suas cinco torneiras de chope são plugadas em opções diferentes da bebida. A localização é um descolado terraço de uma galeria comercial, no bairro Santa Tereza, à rua Galba Veloso, nº 206, 2º andar. A casa possui capacidade de atendimento limitada a 140 clientes. Outras informações podem ser obtidas no Facebook.com/PrototipoBar e Instagram.com/PrototipoBar.

Adicionar Comentários

Clique para comentar