1ª edição do Edital CoMciência – Ocupação em Arte, Ciência e Tecnologia

Edital de ocupação é válido para projetos de toda a América Latina

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, localizado em Belo Horizonte, abre suas portas para a ocupação criativa de seus espaços. Artistas, pesquisadores, engenheiros, matemáticos e diferentes profissionais, de toda a América Latina, podem inscrever seus projetos em áreas como biologia, telecomunicações, ciências físicas, sistemas digitais, entre diversas outras. As inscrições são realizadas até 22/08, pelo site http://programacomciencia.org.br/. O edital faz parte do programa CoMciência de divulgação científica do Museu.

“O edital é uma ação ímpar de divulgação científica. Queremos abrir o espaço do Museu para que a população o ocupe e faça dele um lugar de circulação de conhecimento, de interdisciplinaridade, de desmistificação da ciência. Queremos aproximar esses conceitos da sociedade e fazer com que todos entendam que arte, ciência e tecnologia são linguagens que se integram”, afirma Márcia Guimarães, gestora do MM Gerdau.

Para Tadeus Mucelli, um dos curadores do edital, iniciativas como esta são fundamentais, pois abrem espaços para a discussão sobre a relação entre a arte, a ciência e a tecnologia junto à sociedade. “Vivemos em uma sociedade altamente envolvida nos processos técnicos com forte influência em nossa cultura. Diante disso, arte, ciência e tecnologia comportam diálogos interdisciplinares e complementares na tentativa de explicar o nosso mundo e desenvolvermos nossas habilidades perante os desafios que vão surgindo. É somente por meio de um pensamento conjunto que podemos superar diferenças conceituais e práticas da vida,” afirma. Alexandre Milagres, também curador do edital completa que “por meio deste edital o Museu demonstra seu protagonismo na divulgação científica e se alinha internacionalmente aos principais centros e instituições de pesquisa, que trabalham há algum tempo com esta convivência produtiva e criativa entre as áreas”. 

Sobre o edital

O Edital CoMciência – Ocupação em Arte, Ciência e Tecnologia é uma chamada a artistas, cientistas e demais criadores e pesquisadores a proporem ocupações em espaços do MM Gerdau – Museu das Minas e Metal com projetos que transitem nos limites entre arte, ciência e tecnologia. As exposições dos projetos selecionados ocorrem entre dezembro deste ano e março de 2020.

A iniciativa conta com a curadoria de Alexandre Milagres e Tadeus Mucelli. Milagres é professor e artista digital, coordenador educacional do FAD – Festival de Arte Digital, membro do conselho curatorial da Bienal de Arte Digital, Mestre em Comunicação, pesquisador dos produtos e relações mediadas pelo digital, das relações de aproximação entre cinema e vídeo, das potencialidades artísticas e mercadológicas com a ampliação do acesso às tecnologias móveis e interativas. Foi também Presidente do Observatório da Diversidade Cultural, coordenou a UNA TV e o Núcleo de Convergência da UNA e coordenou os cursos de Publicidade e Jornalismo no UNIPAM. Mucelli é artista, curador, pesquisador e gestor de projetos em arte tecnológica e cultura digital. Possui graduação em Gestão de Organizações do Terceiro Setor pela Universidade do Estado de Minas Gerais por meio da Faculdade de Políticas Públicas (UEMG/FAPP). Mestre em Artes pelo programa de pós-graduação stricto sensu da Universidade do Estado de Minas Gerais com temática sobre a memória, preservação e patrimônio digitais. É Doutorando em Ciências da Informação pela ECI/UFMG.

Conheça o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, integrante do Circuito Liberdade desde 2010, é um museu de ciência e tecnologia que apresenta de forma lúdica e interativa a história da mineração e da metalurgia. Em 18 áreas expositivas, estão 44 atrações que apresentam, por meio de personagens históricos e fictícios, os minérios, os minerais e a diversidade do universo da Geociências. O Prédio Rosa da Praça da Liberdade, onde funciona o espaço cultural, foi inaugurado em 1897, juntamente com Belo Horizonte. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA), o edifício passou por meticuloso trabalho de restauro, que constatou que a decoração interna seguiu o gosto afrancesado da época, com vocabulário neoclássico e art nouveau.  O projeto arquitetônico para a nova finalidade do Prédio Rosa, que já foi Secretaria do Interior e da Educação, foi feito por Paulo Mendes da Rocha e a museografia, que usa a tecnologia como aliada da memória e da experiência, é de Marcello Dantas.

:

Inscrições: até o dia 22/08/19 pelo site www.programacomciencia.org.br

Local: MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

Praça da Liberdade, s/nº, Prédio Rosa – Belo Horizonte/MG

Adicionar Comentários

Clique para comentar