120 Anos de Belo Horizonte na Fachada Digital 12/12 a 01/01

Em mais de um século de história, a capital mineira se expandiu para além do projeto inicial da Avenida do Contorno. Seus habitantes criaram movimentos artísticos, espalharam cultura e fizeram ciência. A chamada temática 120 Anos de Belo Horizonte, lançada em setembro pelo Espaço do Conhecimento UFMG em parceria com o Instituto Unimed-BH, convidou a população a exibir conteúdos audiovisuais referentes à história da capital mineira na Fachada Digital do museu.

Lugar privilegiado de experimentação e divulgação artística, cultural e científica na cidade, a Fachada exibe a exposição 120 Anos de Belo Horizonte de 12 de dezembro a 1º de janeiro. As projeções abordam diferentes temas sobre a cidade e mostram a diversidade do que aqui ocorre. Os vídeos e fotos tratam de movimentos culturais, ornamentos urbanos, paisagens turísticas, espaços invisibilizados e costumes dos belo-horizontinos, entre outros.

As propostas enviadas à chamada foram avaliadas pelo Conselho Curatorial da Fachada Digital. Os materiais aprovados foram divulgados em outubro.

Espaço do Conhecimento UFMG estimula a construção de um olhar crítico acerca da produção de saberes. Sua programação diversificada inclui exposições, cursos, oficinas e debates. Integrante do Circuito Liberdade, o museu é fruto da parceria entre a UFMG e o Governo de Minas. O Espaço está subordinado à Diretoria de Ação Cultural (DAC) da universidade, é amparado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura e conta com patrocínio da Unimed-BH e do Instituto Unimed-BH.

Quando: 12 de dezembro a 1º de janeiro
Onde: Fachada Digital Espaço do Conhecimento UFMG – Praça da Liberdade, 700, Funcionários, BH

Programação

12 de dezembro
– 19h30
Sinfonia para uma Cidade Jardim
A Cidade que habito

– 20h
A cultura libertária pré baixo-centro
Nossa etnia é forte através disso aí
120 anos de invisibilização

– 20h30
O mundo é grande e cabe nessa janela sobre o mar
Cartografia do sensível – Corpos Urbanos

– 21h
MORITVRI MORTVIS: os construtores de túmulos do Bonfim
Carga Viva

13, 14 e 15 de dezembro
– 19h30
MORITVRI MORTVIS: os construtores de túmulos do Bonfim
Carga Viva

– 20h
O mundo é grande e cabe nessa janela sobre o mar
Cartografia do sensível – Corpos Urbanos

– 20h30
A cultura libertária pré baixo-centro
Nossa etnia é forte através disso aí
120 anos de invisibilização

– 21h
Sinfonia para uma Cidade Jardim
A Cidade que habito

20, 21 e 22 de dezembro
– 19h30
O mundo é grande e cabe nessa janela sobre o mar
Cartografia do sensível – Corpos Urbanos

– 20h
MORITVRI MORTVIS: os construtores de túmulos do Bonfim
Carga Viva

– 20h30
Sinfonia para uma Cidade Jardim
A Cidade que habito

– 21h
A cultura libertária pré baixo-centro
Nossa etnia é forte através disso aí
120 anos de invisibilização

12 a 22 de dezembro
– 19h às 23h
Exposição: 34 anos de Cultura Hip Hop em BH
Urbano Ornamento

Adicionar Comentários

Clique para comentar